15/12/2012

Messi é eleito o melhor jogador do ano pela revista "World Soccer"

Redação esportes, 14 dez (EFE).- O argentino Lionel Messi foi nomeado o melhor jogador do ano pela revista especializada "World Soccer", distinção que receberá pela terceira vez em sua carreira, enquanto o atacante Neymar aparece na sexta colocação.

Messi já havia conquistado o prêmio em 2009 e 2011 e iguala a marca do brasileiro Ronaldo. Os dois são os únicos jogadores capazes de conquistar três títulos.

O atacante argentino do Barcelona se impôs com 47,33% dos votos sobre o português Cristiano Ronaldo (19,01%), do Real Madrid, e seu companheiro de equipe Andrés Iniesta (9,77%). O atacante Neymar aparece na sexta posição de uma lista que conta ainda com Xavi Hernández (Barcelona), Pirlo (Juventus), Falcao (Atlético de Madrid) e Neymar (Santos).

O time ideal segundo a "World Soccer" é formado por: Casillas, Lahm, Sergio Ramos, Kompany, Alba; Iniesta, Pirlo, Xavi; Cristiano, Messi e Falcao.

A revista "World Soccer" também elegeu a seleção espanhola, campeã da Eurocopa, como o melhor time de 2012. O técnico espanhol Vicente Del Bosque foi nomeado o melhor treinador de uma lista que contava também com o português José Mourinho, técnico do Real Madrid, e com o italiano Roberto Di Matteo, ex-Chelsea.

Em 2012, pela primeira vez em 30 anos de história deste prêmio, os votos dos leitores foram unidos aos dos especialistas.

Confira a classificação final:.


1. Lionel Messi (Barcelona - Argentina) 47.33%.

2. Cristiano Ronaldo (Real Madrid - Portugal) 19.01%.

3. Andres Iniesta (Barcelona - Espanha) 9.77%.

4. Andrea Pirlo (Juventus - Itália) 6.10%.

5. Falcao García (Atlético de Madrid - Colômbia) 5.95%.

6. Neymar (Santos - Brasil) 3.60%.

7. Iker Casillas (Real Madrid - Espanha) 2.30%.

8. Xavi (Barcelona - Espanha) 1.78%.

9. Didier Drogba (Chelsea, Xangai Shenhua - C. do Marfim) 1.77%.

10. Eden Hazard (Lille/Chelsea - Bélgica) 0.37%. EFE


Fonte: Milton Neves

Heroico, Osasco reage contra o Sesi-SP e vence sexta partida seguida

Equipe vira contra rivais e agora divide liderança com Rio e Campinas

Era o encontro entre duas das melhores equipes da Superliga, é verdade. O Osasco, no entanto, parecia levar vantagem contra o Sesi-SP. Com cinco vitórias seguidas, as donas da casa precisavam apenas de um novo triunfo para reassumir a ponta na noite desta sexta-feira, conquistada na rodada passada. Mas, em um confronto recheado de campeãs olímpicas, o time da capital se mostrava desde o início um rival à altura. Sem temer o barulho da torcida no ginásio José Liberatti, abriu 2 sets a 0 e jogou a pressão para o outro lado. As donas da casa, porém, foram heroicas. Lideradas por Sheilla e Fernanda Garay, conseguiram a virada por 3 sets a 2, parciais 20/25, 27/29, 25/20, 25/18 e 15/11, e alcançaram o sexto triunfo consecutivo na competição.
Com a vitória, o Osasco chegou aos 17 pontos, mesmo número de Campinas e Rio de Janeiro, na liderança da Superliga. A equipe do técnico Luizomar de Moura, no entanto, leva vantagem na média de pontos. Por ter vencido dois sets, o Sesi somou mais um ponto e chegou a 13 na tabela de classificação.
O resultado também dá ao Osasco a invencibilidade no confronto contra o Sesi. Em nove jogos disputados entre as equipes, as atuais campeãs da Superliga venceram todos.
Pouco antes do jogo, a equipe do Sesi passou por um susto. A levantadora Carol Albuquerque, ouro nos Jogos de Pequim e reserva do time, sofreu um acidente de trânsito a caminho do ginásio, depois que um motoqueiro bateu em seu carro. A jogadora não teve nenhum ferimento grave, mas ficou fora da partida desta sexta.

A oposto Sheilla foi escolhida como destaque da partida (Foto: AGF/Divulgação)A oposto Sheilla foi escolhida como destaque da partida (Foto: AGF/Divulgação)
Sesi larga na frente
Osasco entrou em quadra embalado. Ainda que tenha perdido a liderança provisoriamente com a vitória do Rio de Janeiro na rodada, a equipe precisava apenas de uma vitória para retomar a ponta. Mas, do outro lado, havia um rival à altura. Melhor no início do jogo, o time da capital paulista abriu sete pontos de vantagem na força de Tandara e Fabiana.
Ao perceber o momento ruim de seu time, o técnico Luizomar de Moura arriscou. Tirou Dani Suco e Fabíola e mandou Sheilla e Karine para a quadra. As mudanças funcionaram. Ponto a ponto, o Osasco foi buscar. Chegou ao empate depois de um bloqueio em cima de Tandara (17/17). Mas o Sesi freou a reação. Logo abriu vantagem novamente e fechou em 25/20.
E o time da capital continuou melhor no segundo set. Saiu na frente, abriu vantagem e parecia contar com os erros constantes do outro lado para se manter na liderança. Mas o Osasco, ao contrário do primeiro set, se recuperou rapidamente. Conseguiu tirar a diferença e passou à frente em um ponto de bloqueio. Àquela altura, era o Sesi quem parecia abalado com os erros, principalmente de recepção.
O jogo, então, ganhou em equilíbrio. Os dois times passaram a se revezar na ponta do placar, sem conseguir abrir uma vantagem tão grande. Quando o Sesi chegou a abrir três pontos, o Osasco buscou o empate, com um bloqueio sobre Bia (19/19). Os erros seguiam dos dois lados e nenhuma das equipes conseguia fechar a parcial. Foi quando Tandara, principal nome do jogo, bloqueou ataque rival e fechou o set em 29/27, em 35 minutos.

A ponteiro Fê Garay fez 35 pontos no clássico paulista (Foto: AGF/Divulgação)A ponteiro Fê Garay fez 35 pontos no clássico paulista (Foto: AGF/Divulgação)
Osasco se recupera e consegue virada heroica
O Osasco voltou à quadra disposto a se manter vivo na partida. Com um início de terceiro set mais consistente que nas parciais anteriores, as donas da casa foram para a primeira parada técnica com três pontos de vantagem: 8/5. O Sesi foi buscar e chegou a equilibrar a partida, mas o Osasco voltou a disparar no placar, com 17/14.
Com Sheilla em quadra, as donas da casa conseguiam se manter à frente no placar. O Sesi ensaiou uma reação e chegou a encostar depois de o placar marcar 22/17. Mas não foi suficiente. No fim, uma pancada de Thaísa manteve o time vivo: 25/20.
Depois de um início equilibrado no quarto set, o Sesi se perdeu em erros seguidos. Depois de falhas na recepção e no ataque, a equipe da capital viu o Osasco abrir 8/4. O time da capital chegou a buscar mais uma vez, mas novamente caiu diante das próprias falhas. As donas da casa mostraram força com Sheilla e Fernanda Garay para fechar o set em 25/18 e empatar o jogo.
No tie-break, o Osasco mostrou novamente sua força. Sem dar qualquer chance às rivais, as donas da casa logo abriram larga vantagem logo no início. A partir daí, foi só administrar. Em um ponto de Fernanda Garay, o time fez a festa da torcida e consolidou uma virada heroica: 15/11.

Fonte: Globoesporte.com

Corinthians x Chelsea: Fifa divulga escudo que campeão vai usar

Duelo entre brasileiros e ingleses será neste domingo, às 19h30 (8h30 de Brasília), em Yokohama. Timão está em busca do bicampeonato

Em coletiva para tratar dos assuntos discutidos na última reunião do Comitê Executivo em 2012, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, apresentou o escudo que Corinthians ou Chelsea, finalistas do Mundial de Clubes, vão usar na camisa na próxima temporada.

Brasileiros e ingleses se enfrentam neste domingo, às 19h30 (8h30 de Brasília), em Yokohama. A partida terá transmissão ao vivo da TV Globo, do SporTV e do GLOBOESPORTE.COM. O site também acompanha os lances em Tempo Real.


Joseph Blatter, em Tóquio (Foto: Leandro Canônico / Globoesporte.com)Adversários de domingo, Corinthians ou Chelsea ostentarão o símbolo de melhor do mundo
(Foto: Leandro Canônico / Globoesporte.com)

- São times que fizeram um grande esforço para estar aqui. Será uma grande final e com o estádio lotado - declarou Joseph Blatter, durante coletiva neste sábado, na sede da Federação Japonesa de Futebol, em Tóquio.

Nesse mesmo evento, o presidente da Fifa mostrou a taça que o campeão irá levantar neste domingo, em Yokohama. O Corinthians, campeão da primeira edição do Mundial de Clubes da Fifa, busca o bi. O Chelsea está atrás do primeiro título.

Nas próximas duas temporadas, o Mundial de Clubes da Fifa será realizado no Marrocos, na continente africano. A intenção da entidade é promover a competição em outros lugares que não sejam a Europa, centro do futebol mundial.


Fonte: Globoesporte.com

14/12/2012

Felipe Massa disputará jogo beneficente contra time do cantor Leonardo em Goiânia

Felipe Massa participará de amistoso beneficente contra amigos do cantor Leonardo Foto: Fernando Borges / Terra Felipe Massa participará de amistoso beneficente contra amigos do cantor Leonardo
Foto: Fernando Borges / Terra


Da série jogos beneficentes de fim de ano, os amigos do cantor sertanejo Leonardo vão enfrentar os amigos do piloto Felipe Massa, na próxima terça-feira, em Goiânia. O jogo está marcado para as 20h (de Brasília), no Estádio da Serrinha.
A iniciativa tem o intuito de arrecadar alimentos para serem distribuídos à população carente e está sendo chamada de "Jogo dos Craques do Natal Solidário". O ingresso será trocado por 2 kg de arroz ou feijão.
Alguns nomes de personalidades estão confirmados, além de Leonardo e Massa. O jogador de futsal Falcão, o atacante Iarley, do Goiás, e os cantores Jorge e Mateus são outras atrações confirmadas.

Fonte: Portal Terra

RURALZÃO 2012: CRUZEIRO DO BREJINHO DECIDE VAGA NA FINAL DOMINGO


O Campeonato Ruralzão terá prosseguimento no proximo domingo com uma partida e o término de outra, que estava sendo realizada domingo entre Paraiso  de São Mamede e Penarol da comunidade São Vicente, municipio de Varzea, e foi suspensa aos 27 minutos do 1° tempo por motivos da chuva que caia no momento da partida, e o placar estava 1 X 0 para o Paraiso. 
A partida será reiniciada aos 27 minutos do primeiro, com o placar de 1 X 0 para o Penarol e a mesma arbitragem, e será realizada no proximo domingo a partir das 16:00 no Itozão(antigo campo de aviação), essa partida é valida pelas quartas de final.
Já pelas semifinais o Cruzeiro do Brejinho jogará tambem no proximo domingo no Estadio Machadão, a partir das 15:30 horas, contra o Cruzeiro do Pinga, quem vencer estará na final e se der empate a vaga será decidida nos penaltis.
A equipe do Cruzeiro jogará desfalcado do zagueiro Chaguinha e o meia Joacir, mas por outro lado terá a volta do volante Elian.

Reportagem de João Henrique e Chico do Rádio

SPORT CLUBE SÃO JOSEENSE JOGA HOJE EM SÃO MAMEDE PELAS SEMIFINAIS


O Sport Clube São Joseense joga hoje na cidade de São Mamede em partida válida pelas semifinais da 1ª Copa Intermunicipal de Futsal, o jogo será contra o Só Nós do Junco do Seridó, quem vencer estará na final.O Sport classificou-se em primeiro lugar na Chave B e com doze pontos em quatro jogos realizados, e está bastante motivado para buscar mais uma vitoria e conseguir seu passaporte para a final.
A delegação do Sport sairá por volta das 16:00 horas de São José do Sabugi com destino a São Mamede.

A outra semifinal será entre Sousa Bijuteria de Patos e Seleção de Ipueira. 

Reportagem de João Henrique

Nacional de Patos apresenta seus jogadores para temporada 2013

Agora oficialmente começa a pré-temporada dos times paraibanos, pois ainda faltava o Nacional de Patos apresentar o seu elenco. Em clima de muita festa, o alviverde patoense acabou o mistério e revelou as suas 20 contratações, que já começarão as suas atividades nesta sexta-feira (14). A diretoria afirmou que neste final de semana desembarcarão outros três atletas, fechando a meta que é de 25 jogadores.
De acordo com o presidente do clube, Nildo Pereira, a ordem agora é trabalhar bastante para que o elenco possa se entrosar e garantir uma boa participação no Estadual.
- Não vamos perder tempo. O ritmo agora será acelerado e inclusive aproveitaremos os feriados para intensificar as atividades. É certo que demoramos a fechar o nosso elenco, mas não é por isso que vamos deixar os outros times passarem o Nacional em qualidade tática e técnica – disse.
O elenco é um misto de juventude e experiência, segundo o presidente, pois este foi o principal pedido do técnico Neto Maradona, que fez questão de frisar a iniciativa do Nacional, em repatriar alguns jogadores da cidade que estavam atuando em outros times do futebol paraibano e até mesmo em outros estados.
- Logo quando eu recebi o convite para trilhar os caminhos de 2013, eu expliquei para a comissão técnica que a minha metodologia de trabalho é essa: aproveitar a “prata de casa” e também trazer jogadores de fora. Não podemos montar um time só com atletas de fora, mas por outro lado não podemos montar um time completamente caseiro – disse o treinador.
A estreia do Nacional será bem perto da sua torcida, no estádio José Cavalcanti, contra o Auto Esporte, às 16h, no dia 06 de janeiro.
ELENCO 
Goleiros: César (ex-Botafogo/PB); Júlio (ex-Astro/BA);
Laterais: Zé Wilker (ex-Esporte de Patos); Daniel (ex-CSP); Danilo Itaporanga (ex-Cruzeiro);
Zagueiros: Anderson Sobral (ex-Icasa); Felipe (Categorias de Base); Filipe (ex-Crato);
Volantes: Marcílio (ex-Esporte de Patos); Demétrius (ex-Itabaiana/SE); Suélio (Categorias de Base); Pará (Categorias de Base); Gleison PB (ex-Sousa);
Meias: Déda (Remanescente de 2012); Ruan (Remanescente de 2012); Nino PB (ex-CSP); Gleidson Marcos (Categorias de Base);
Atacantes: Dú (Remanescente de 2012), Delany (ex-Esporte de Patos); Willian (Remanescente de 2012);
Ainda serão apresentados o goleiro Jailson, o zagueiro Gilmar, o lateral-esquerdo Ítalo, o volante Alessandro e o atacante Edson Kairus.
COMISSÃO TÉCNICA 
Técnico: Neto Maradona
Preparador Físico: Ramon Medeiros
Treinador de Goleiros: Marcial Martins
Gerente de Futebol: Marcos Nascimento
Diretor de Futebol: José Ivan
Supervisor: Edu Azevedo

Fonte: Mais Patos

Clubes do RJ estudam união por solução de R$ 178 mi de penhoras e quase R$ 1 bi de dívidas

Clubes do RJ estudam união por solução de R$ 178 mi de penhoras e quase R$ 1 bi de dívidas
Sufocados financeiramente, os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro estudam uma união com o objetivo de buscar soluções para uma dívida conjunta de quase R$ 1 bilhão e penhoras que chegam aos R$ 178 milhões na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Além de ações na Justiça na tentativa de emplacar liminares para reduzir os montantes retidos, os dirigentes estão sendo assessorados por escritórios de advocacia terceirizados que trabalham para fazer com que Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco respirem um pouco melhor a partir de 2013.
O trabalho é árduo e de difícil solução. A principal justificativa dos advogados envolve o fato de que os clubes não conseguem se sustentar com elevados percentuais de receitas penhoradas. Com isso, pagamentos de salários atrasam e jogadores têm o caminho facilitado para rescisões de contrato, o que aconteceu recentemente no Vasco com o goleiro Fernando Prass.

O Gigante da Colina, inclusive, tenta com uma sequência de liminares para reduzir a penhora de 100% das receitas para 5% ou 2,5%. Com três meses de salários atrasados, o clube cruzmaltino vive crise financeira gravíssima e mobiliza dirigentes. Para se ter uma ideia, o Vasco teve êxito em uma ação na última terça-feira e pouco resolveu o problema. A 5ª Câmara Cível do Rio de Janeiro decidiu reduzir de 100% para 50% o bloqueio das verbas do Vasco em relação ao patrocínio da Eletrobrás e das cotas da CBF. No entanto, o clube não terá acesso ao montante, já que a Fazenda Nacional retém a totalidade das rendas a título de pagamento de dívidas.

O clube comandado por Roberto Dinamite deve R$ 43,4 milhões para a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e possui uma dívida total de R$ 170 milhões. “É inviável um clube sobreviver com 100% das receitas bloqueadas. O Vasco não quer deixar de pagar, apenas negociar e reduzir as penhoras para poder tocar o seu dia a dia e manter os salários em dia. Esse é o nosso objetivo. No modelo atual fica inviável. O problema não é só com o Vasco. Todos os clubes do Rio de Janeiro estão sofrendo com isso e trabalham para solucionar o impasse. É luta de todos”, afirmou o mandatário cruzmaltino.

O clube da Colina histórica é o que mais sofre com a situação no momento e serviu de alerta para os outros três grandes. O Botafogo é o que mais deve no Brasil. De acordo com levantamento feito pela Pluri Consultoria, são R$ 318 milhões, sendo R$ 41 milhões com a Fazenda. Incomodado, o presidente Maurício Assumpção considera que a união é realmente uma solução importante para diminuir os prejuízos.

“Os quatro grandes do Rio e de São Paulo tiveram todas as rendas de TV penhoradas por conta de dívidas com a Receita Federal. Não digo que não devemos pagar, mas é preciso fazer um acordo. A Receita tem de rever, pois os clubes se tornarão inviáveis no ano que vem se continuar assim. Nosso departamento jurídico, com um escritório terceirizado, que presta serviço para os quatro grandes do Rio, está vendo o que fazer. Estamos lidando com a realidade e acompanhando o sofrimento de todos os clubes”, comentou.

Um acordo nos moldes do realizado com o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) pode ser uma alternativa. Nele, 20% de qualquer renda é retida para pagamento de tributos. A iniciativa é apoiada por todos os dirigentes. Peter Siemsen, presidente do Fluminense, revelou dificuldades mesmo quando os clubes conseguem liminares para ter acesso aos montantes bloqueados. O Tricolor tem R$ 220 milhões de dívidas e vê um débito de R$ 35 milhões com a Fazenda Nacional.

“São várias ações com valores variados, que somados dão os R$ 35 milhões. Quando conseguimos uma liminar para receber uma receita, outra vai lá e penhora o valor que temos para receber. O ideal é ter todo mês um valor razoável para tentar pagar essa quantia em três anos e não matar o devedor. Isso complica o planejamento, pois causa imprevisibilidade. Uma receita que era certa para determinado mês acaba não sendo mais. Não tem sentido bloquearem todas as contas. Esse tipo de dívida é muito perigosa. Quem sofre é quem vem depois. Pois você fica “congelado” e não consegue pagar o imposto atual.  Tem que existir um limite”, disse o dirigente tricolor, que luta para pagar os salários atrasados de novembro e teve metade do prêmio pelo título brasileiro penhorado – cerca de R$ 5 milhões.

A situação do Flamengo é igualmente dramática. O Rubro-Negro teve cerca de R$ 20 milhões penhorados por problemas com a Justiça do Trabalho referentes aos anos de 2007, 2008 e 2009, além de mais R$ 38,7 milhões da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Por conta disso, não consegue colocar os salários em dia desde setembro. Apelou para empréstimos no primeiro mês e aumentou ainda mais a dívida, que tem um total de R$ 258 milhões.

Ciente das dificuldades, a nova diretoria criou um comitê de renegociação da dívida. Este trabalho será comandado por Carlos Langoni, ex-presidente do Banco Central. Wallim Vasconcellos, líder do grupo que venceu a eleição e novo vice de futebol, deu um panorama sobre a situação delicada do clube mais popular do país.

“Não adianta reclamar muito, até porque a dívida está aí. Temos que trabalhar para minimizar os estragos. É preciso muita criatividade, ainda mais em um momento que o time precisa de reforços. O novo comitê vai receber as planilhas do clube, fazer um estudo do caso e tentar renegociar esta dívida. É o que nos resta”, encerrou.

A situação é tão crítica no rubro-negro que até mesmo a receita da TV Globo, principal fonte de renda, será minimizada. Entre adiantamentos e penhoras, o clube receberá menos de R$ 10 milhões em 2013. Inicialmente, o contrato previa mais de R$ 100 milhões. Até 2016, pelo menos, a fatia a ser recebida não será inteira por conta de problemas de dívidas na Justiça. A união é talvez a última tentativa para salvar os quatro grandes do Rio, desesperados e donos de grandes torcidas no país.

VALORES DAS PENHORAS

FLAMENGO
- R$ 58 milhões
VASCO - R$ 43,4 milhões BOTAFOGO - R$ 41 milhões FLUMINENSE - R$ 35 milhões
DÍVIDA MILIONÁRIO NO RJ*
BOTAFOGO - R$ 318 milhões FLAMENGO - R$ 228 milhões FLUMINENSE - R$ 220 milhões VASCO - R$ 170 milhões
*Valores referentes à pesquisa feita pela Pluri Consultoria



Fonte: UOL Esporte

13/12/2012

Nacional de Patos apresenta elenco hoje e já antecipa contratações


Nacional de Patos apresenta elenco hoje e já antecipa contratações
Foto: Raniery Soares/Vozdatorcida.com

Mesmo com todos os rivais tendo apresentado os seus elencos e já iniciado os trabalhos de pré-temporada, o Nacional de Patos apresentará as suas contratações para a temporada do próximo ano nesta quinta-feira (13). O evento acontecerá no estádio José Cavalcanti, às 19h e a proposta da diretoria é apresentar um elenco com aproximadamente 30 atletas e boa parte deste número já está com os contratos assinados.
Jogadores já conhecidos da torcida alviverde serão apresentados amanhã, como os atacantes Dú e William, o meia Déda e o volante Marcílio. Outros nomes que também poderão estar presentes amanhã no evento é o atacante Delany, o lateral Zé Wilker e o zagueiro Raniere.
No final da tarde desta quarta-feira (12), o lateral-esquerdo Danilo Itaporanga, que havia sido anunciado como contratação no Cruzeiro ainda no início desta semana, fechou contrato com o Nacional e já será apresentado no evento desta quinta-feira.
O gerente de futebol do alviverde, Marcos Nascimento, afirmou que com o elenco apresentado, o Nacional não perderá tempo para iniciar a sua pré-temporada. Nascimento disse que pelo atraso, o time precisará correr contra o tempo para não sofrer prejuízos.
- Sofremos um pouco para formarmos este elenco, justamente porque nesta época os atletas já estão em fase de pré-temporada, mas estamos prontos para iniciarmos os trabalhos e com certeza faremos um excelente campeonato, mostrando a qualidade técnica que o Nacional sempre prima em suas participações no Estadual – disse.
O diretor do estádio José Cavalcante, Antônio Marques, disse que os portões já estarão abertos a partir das 18h, para que os torcedores possam decorar os alambrados com faixas e cartazes. A diretoria do Nacional definiu o valor dos ingressos para R$ 10.

Fonte: Equipe @VozdaTorcida

Atacante ex-Vasco é contratado pelo Potyguar de Currais Novos

O atacante Leo Mazioli ex Vasco da gama treina forte para em 2013 fazer um grande campeonato potiguar pelo Potyguar de currais novos, em entrevista o jogador que e representado pela RWS Sports, disse que esta muito focado e feliz no novo clube. 



"Apesar de ter outras propostas mas o projeto do Potyguar junto com a RWS Sports é ousado e por se tratar de um clube que tem uma torcida apaixonada e que nos recebeu muito bem aqui. Quero devolver esse carinho em campo com a ajuda dos meus companheiros lutando bastante para dar alegrias a essa torcida maravilhosa"



"Será o primeiro campeonato potiguar que irei disputar mas o pensamento da equipe e brigar pela vaga da copa do Brasil e o título estadual, sabemos das dificuldades mas confio no nosso grupo pois estamos tentando fechar todos os jogadores no mesmo proposito colocar o Potyguar novamente em uma competição nacional". Finalizou o atacante.



Fonte: Blog de Niltinho Ferreira

Após confusão, árbitro encerra jogo, e São Paulo conquista Sul-Americana

Argentinos acusam PM de ameaçá-los com armas de fogo no vestiário e se recusam a voltar para o gramado. Diante disso, arbitragem encerra a partida

A final da Copa Sul-Americana entre São Paulo e Tigre entra para a história como um jogo que não teve fim, mas com um campeão: o Tricolor. Acusando a Polícia Militar de tê-los ameaçados com armas de fogo no vestiário, os jogadores do time argentino se recusaram a voltar para o segundo tempo, e o árbitro chileno Enrique Osses se viu obrigado a encerrar a partida. O placar marcava 2 a 0 para o Tricolor.
Depois de mais de 30 minutos esperando pela volta do Tigre, a arbitragem decretou o jogo como encerrado, dando o título ao São Paulo. Enquanto os jogadores brasileiros comemoravam, dirigentes argentinos invadiram o gramado para protestar contra a arbitragem. Ainda no campo, o delegado da Conmebol disse que, com o fim do jogo, o São Paulo foi declarado vencedor e, consequentemente, campeão. Logo depois, o presidente da entidade, Nicolas Leoz, entregou as medalhas e o troféu aos jogadores são-paulinos. Campeão da Sul-Americana, o Tricolor enfrentará o Corinthians na Recopa, no ano que vem, numa inédita decisão de torneio internacional entre os dois rivais paulistas.

Confusão no jogo, são Paulo e Tigres (Foto: Agência Reuters)Policiais tentam apartar confusão no jogo entre São Paulo e Tigre (Foto: Agência Reuters)
A confusão começou no campo, logo após o fim do primeiro tempo, quando o atacante Lucas passou pelo lateral-esquerdo Orban oferecendo a ele, de forma irônica, o chumaço de algodão que estancava o sangramento em sua narina direita. Lucas havia sido atingido pelo argentino pouco antes.

Não demorou para que jogadores do Tigre cercassem o camisa 7 do São Paulo. A confusão foi generalizada. Revoltados com a provocação – e, claro, com a derrota na bola -, os argentinos partiram para cima dos são-paulinos e por pouco não invadiram o vestiário do time da casa. Policiais precisaram intervir e, segundo jornalistas argentinos, houve confronto da PM com os jogadores. O técnico Nestor Gorosito, em entrevista à ESPN Argentina, acusou os policiais de terem ameaçado seus jogadores com armas de fogo. Ele chamou os jogadores do São Paulo de "cagões" e afirmou que "só se garantem com os policiais". Ao canal Fox Sports, o volante Galmarini afirmou: 
- Não queria que terminasse da maneira que terminou. Estou triste por acabar assim, sendo ameaçado com um cassetete e um revólver. 

Lucas, São paulo e Tigres (Foto: Agência Reuters)Lucas provoca Orban (com a bola) e depois é repreendido por Ferreira (Foto: Agência Reuters)
Lucas, em entrevista à TV Globo, disse não ter provocado ninguém. Ele lamentou, na verdade, que os argentinos estivessem abusando da violência em campo.
- Se a equipe deles quer bater, temos de responder na bola - disse Lucas, ainda sem saber da suspensão do jogo.
A primeira partida da decisão entre São Paulo e Tigre, na Bombonera, na quarta-feira passada, já havia tido confusão. O atacante Luis Fabiano, do Tricolor, e o zagueiro Donatti, do Tigre, foram expulsos após se agredirem em campo.

Policia, São Paulo e Tigres, AP (Foto: Agência AP)Policiais em frente ao túnel do vestiário do Tigre no Morumbi (Foto: Agência AP)
Na terça-feira, mais polêmica: o Tricolor impediu o Tigre de treinar no Morumbi, sob alegação de que o gramado, castigado após a realização de um show da cantora Madonna, precisava ser preservado. Os argentinos tiveram de treinar no Canindé.
Momentos antes do jogo no Morumbi, mais confusão. Os jogadores do Tigre tentaram fazer o aquecimento no gramado, mas foram novamente impedidos, desta vez com truculência, por seguranças do São Paulo.

Lucas gol São Paulo x Tigre (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com) 
O atacante Lucas comemora seu gol contra o Tigre (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)
Como foram os 45 minutos de jogo
Em campo, o São Paulo se mostrou superior ao Tigre durante toda a primeira etapa. O time tomava a iniciativa, mas encontrava uma forte marcação pela frente. As pontas, principais válvulas de escape no esquema de Ney Franco, foram muito bem bloqueadas por Nestor Gorosito, técnico do Tigre. Lucas e Osvaldo tinham vigilância severa.
Com isso, a chave do jogo estava no meio. E Jadson, no primeiro lance em que teve espaço para jogar, criou a jogada do gol. Aos 22, quando o São Paulo tinha 65% de posse de bola, contra 35% do rival, ele achou Willian José na entrada da área. O atacante recuou para o camisa 10, que foi travado no chute. Na sobra, Lucas fintou o marcador e bateu cruzado, de pé esquerdo, no canto esquerdo de Albil: 1 a 0, festa no Morumbi e choro do camisa 7, que foi abraçado pelos companheiros, em sua despedida do clube - ele se apresenta ao Paris Saint-Germain, da França, em janeiro.

O Tigre mal se recuperou do primeiro golpe e levou o segundo. Aos 28, Lucas deu ótima assistência para Osvaldo, que, em posição duvidosa, invadiu a área pelo lado direito e bateu por cima de Albil, com muita categoria: 2 a 0. Imediatamente, começou a ecoar o grito no Morumbi.
- Ô o campeão voltou, o campeão voltou, o campeão voltoouuuu....
Com o título praticamente perdido, os argentinos perderam a compostura. Aos 39, Orban acertou uma cotovelada em Lucas, que caiu com o nariz sangrando. Enrique Osses nem falta marcou e ainda advertiu o são-paulino, que precisou ser atendido fora de campo. Quando voltou, foi acertado novamente, desta vez por Godoy, que levou cartão amarelo.
Todos no estádio pareciam pressentir que, a qualquer momento, a confusão tomaria conta da partida. E foi o que aconteceu. Assim que Osses apitou o fim do primeiro tempo, e Lucas provocou Orban, argentinos e são-paulinos partiram para a briga, com participação de seguranças do Tricolor e policiais militares. O Tigre não voltou do vestiário, o jogo acabou mais cedo do que deveria, mas o final foi feliz para os são-paulinos, que conquistaram o inédito título da Sul-Americana, colocando fim a um jejum de quatro anos.

Lucas São Paulo x Tigre (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)Lucas levanta a taça de campeão da Sul-Americana (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)
 
Fonte: Globoesporte.com

12/12/2012

Só faltava essa!!! Flamengo pode ir à Fifa para contestar recorde de gols de Messi: ‘Zico fez mais em 1979′


O Departamento de Patrimônio Histórico do Flamengo ficou surpreso ao saber que Messi passou a ser o detentor do recorde mundial de gols em uma temporada ao marcar o 86º gol em 2012, no último domingo, contra o Real Bétis. Segundo os profissionais responsáveis pela História do Rubro-Negro, na verdade, Zico ainda é soberano quando o assunto é gol em uma temporada. Em 1979 o Galinho, maior artilheiro do clube, marcou 89 gols.
Todos comprovados no arquivo histórico do Flamengo. Naquele ano, Zico balançou a rede 81 vezes pelo Flamengo, sete pela Seleção Brasileira e um amistoso. Foram 81 jogos em um só ano. O Galinho ficou dois meses parado por uma lesão e poderia ter aumentado a marca ainda mais, pois o time rubro-negro atuou por 95 partidas em 1979. Num ano atípico, com a conquista de dois Campeonatos Cariocas pelo clube em um ano, um deles o Especial. Todos eles conseguidos com a marca de Zico.
Abismados com a injustiça, os dirigentes estudam entrar com uma representação na Fifa para contestar o recorde.
- Ficamos chateados. O Messi ainda não passou. Naquele ano o Zico chegou a marcar um gol em um amistoso entre a seleção Argentina e uma seleção do Resto do Mundo, num jogo comemorativo pelo aniversário de um ano do primeiro título mundial conquistado pela Argentina. Se tivesse jogado o ano inteiro, com certeza absoluta, teria feito mais de 100 gols. Foi em 1979 que Zico bateu o recorde de gols em uma única partida no Maracanã, quando marcou seis vezes na goleada por 7×1 sobre o Goytacaz, pelo 1º Estadual disputado naquele ano – explicou Bruno Lucena, coordenador de pesquisa e estatística do patrimônio histórico.
No site da Fifa foi noticiado que Messi superou o alemão Gerd Muller, então recordista, com 85 gols marcados. O argentino, contudo, terá mais três jogos em 2012 para ultrapassar Zico, contra o Córdoba, Atlético de Madri e Valladolid, e, definitivamente, conseguir mais um recorde marcante para a sua jovem carreira.
FONTE: LANCENET, COM BLOG DE NILTINHO FERREIRA

No sufoco Corinthians vence e vai a final do Mundial de Clubes





O Corinthians entrou como favorito o duelo contra o Al Ahly, mas levou sufoco do campeão africano nesta quarta no Toyota Stadium. A equipe paulista não foi brilhante, jogou recuada e venceu por 1 a 0, assegurando presença na final do Mundial de Clubes. Guerrero marcou o gol da vitória. Agora o time de Tite está a uma vitória do bicampeonato.

Chelsea e Monterrey fazem na quinta-feira a outra semifinal. A decisão do título acontece no domingo, às 16h30, em Yokohama.

A prometida invasão da torcida do Corinthians em Toyota não ocorreu da forma como muitos esperavam. O estádio não estava lotado, com 31 mil espectadores. E a neve, que caiu em jogo das quartas da competição, dessa vez não apareceu. A temperatura foi de 4°C.
Fonte: UOL Esportes

Jogador da Zâmbia teria feito mais gols que Messi em único ano


No último domingo, após marcar os dois gols da vitória do Barcelona sobre o Real Betis, por 2 a 1, em jogo válido pelo Campeonato Espanhol, Lionel Messi, eleito três vezes seguidas o melhor jogador do mundo pela FIFA e maior artilheiro da história do Barcelona, quebrou mais um recorde pessoal: ao marcar seu 86º gol na temporada, superou o alemão Gerd Müller e foi reconhecido pela entidade máxima do esporte como o jogador a balançar mais vezes as redes em um mesmo ano.
Matéria publicada pelo Zambianwatchdog questiona, no entanto, as estatísticas da FIFA. Segundo o site zambiano, Godfrey ‘Ucar’ Chitalu, eleito cinco vezes o melhor jogador do país, teria marcado 107 gols em 1972.
Um representante da Associação de Futebol da Zâmbia afirmou que a entidade está trabalhando para reunir documentos que questionem as estatísticas da federação máxima do futebol e confiram o recorde ao jogador zambiano.
“Nós temos esse recorde, que foi atingido no futebol da Zâmbia, mas, infelizmente, não é reconhecido pela FIFA. Mesmo com o mundo olhando para o recorde de Messi, que teria superado Gerd Müller, nós nos perguntamos por que os gols de Godfrey não estão sendo reconhecidos”, afirmou o representante da federação.
“Montamos uma comissão para reunir cada um desses gols, minuto por minuto, marcados em todas as competições que ele disputou nesse ano. Mandaremos esse material para a FIFA para mostrar que, enquanto eles exaltam os recordes de Messi e Müller, o real artilheiro em um mesmo ano é um africano, Godfrey Chitalu”, acrescentou.
O representante afirma que a federação zambiana já entrou em contato com a FIFA para saber por que o recorde de Chitalu não é considerado. Como resposta, teria ouvido que o caso está sendo analisado internamente.
Chitalu recebeu um prêmio de reconhecimento da FIFA ao se aposentar, em 1982. Ele era o treinador da seleção zambiana de futebol em 1993, quando um acidente de avião em Libreville, no Gabão, matou toda a delegação do país, que disputava as eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994.

Fonte: Esporte São José do Sabugi

Campinense e Treze reclamam do ‘calote’ da prefeitura de Campina Grande


Campinense e Treze reclamam do ‘calote’ da prefeitura de Campina Grande
Foto: Élison Silva/ Voz da Torcida

A Prefeitura de Campina Grande não repassa o patrocínio de R$ 30 mil aos clubes de Campina Grande há três meses. A reclamação partiu do presidente do Campinense, William Simões, e do diretor financeiro do Treze, Éder Dantas.
Em março, o prefeito Veneziano Vital formalizou o convênio com os clubes, garantindo o montante de R$ 300 mil para cada equipe da cidade até o final do ano. Pelo acordo, Galo e Raposa receberiam 10 parcelas de R$ 30 mil por mês. Em contrapartida, as agremiações estampam o brasão de Campina Grande nos uniformes.
Entretanto, de acordo com o que o mandatário rubro-negro confirmou ao @Vozdatorcida, desde setembro a PMCG não realiza o depósito referente ao patrocínio.
- São R$ 90 mil que estão fazendo falta ao Campinense. Não vimos a cor desse dinheiro desde setembro. Quando a gente procura o prefeito Veneziano a conversa é a mesma, que vai providenciar, que isso e aquilo. Mas passou outubro, novembro, estamos chegando no Natal e nada – reclamou William Simões.
E prosseguiu comentando: “Eu mesmo já dei por perdido. Não acredito que a prefeitura vai pagar, ainda mais no final da gestão. O ruim é que nós fizemos empréstimos se garantindo nessa tão propagada ajuda e agora vamos ter que correr atrás”.
Ao portal de esportes da Globo, o diretor financeiro do Galo, Éder Dantas, também confirmou o atraso. Porém, o trezeano se mostrou mais esperançoso.
- Temos esses três meses sem receber o valor do patrocínio e na próxima semana completa mais um mês. Só que nós sabemos que o pessoal da prefeitura está tentando resolver esse problema e uma solução deve aparecer antes da próxima gestão assumir – pontuou.
Durante todo o dia a reportagem tentou ouvir o posicionamento da PMCG, mas sem sucesso.

Fonte: Equipe @Vozdatorcida

No adeus, Marcos joga no gol e na linha, faz de pênalti e se emociona

Ídolo se despede do futebol em festa para quase 40 mil pessoas no Pacaembu, em amistoso entre Palmeiras de 99 e Seleção de 2002

Adorado, idolatrado e agora eternizado. Depois de 20 anos à frente do Palmeiras e de uma passagem campeã pela Seleção, o goleiro Marcos fez seu último ato como jogador na noite desta terça-feira, frente a mais de 38 mil pessoas no Pacaembu, em São Paulo - ironicamente, o maior público do Verdão no ano. Ele já estava aposentado desde o dia 4 de janeiro, mas interrompeu seu descanso para se despedir da torcida alviverde numa partida amistosa em que foi ao mesmo tempo o anfitrião e o homenageado, com convidados como Ronaldo, Cafu, Roberto Carlos, Evair, Edmundo e Ademir da Guia.

O jogo foi um encontro de estrelas, entre os campeões do mundo de 2002 e os palmeirenses que conquistaram a Libertadores de 1999. Mas ninguém brilhou mais que Marcos, que fez boas defesas, anotou um gol de pênalti e ainda virou centroavante no segundo tempo, antes de se despedir com um discurso para emocionar não só aos torcedores do Palmeiras, mas a qualquer fã do futebol (veja no fim do texto).
Em vários momentos, aliás, ele teve dificuldades para segurar a emoção. Na entrada de campo, levava no colo o filho caçula, Marcos Vinícius, recém-nascido. Ao seu lado, os dois mais grandinhos, Lucca e Anna Julia. Ganhou diversos presentes, como uma réplica da defesa do pênalti de Marcelinho Carioca, na Libertadores de 2000. E cantou com toda a força o hino do Palmeiras, com ênfase no trecho "Defesa que ninguém passa".
Com a bola rolando, logo percebeu que Rivaldo tentaria fazer o papel de vilão na festa. O meia, que ainda está em atividade (mas sem clube no momento), arriscou três lindos chutes de fora da área. Marcos, com classe, e sem precisar fazer firula para a torcida, como muitos goleiros fazem hoje em dia, defendeu todos, arrancando aplausos de quase 40 mil torcedores que foram ao Pacaembu vê-lo em ação pela última vez - o público pagante foi de 36.517 pessoas e o total, de 38.858, com renda de R$ 2.456.510,00.

Marcos gol Palmeiras despedida (Foto: José Patrício / Ag. Estado)Marcos bate pênalti, faz o gol e comemora com a torcida (Foto: José Patrício / Ag. Estado)
Aos 17 minutos, mais festa. Edmundo foi derrubado por Belletti na área. Pênalti para o Palmeiras. A torcida, enlouquecida, começou a pedir para que Marcos batesse. Tímido, o goleiro avisou que não queria. Na véspera, chegara a dizer, no programa Arena SporTV, que se armassem um pênalti para ele bater, chutaria para fora. Mas o clamor foi grande. Cafu, capitão da Seleção de 2002, cruzou o gramado para buscar Marcos. Outros jogadores fizeram o mesmo. Lentamente, ele se dirigiu até a área adversária. Rindo, ainda brincou com Ronaldo Fenômeno. E quando a árbitra Ana Paula de Oliveira autorizou, tomou distância e bateu firme, no meio do gol (Dida caiu para a direita), abrindo o placar. Todos os jogadores foram abraçá-lo. 

Minha vontade era fazer gol de escanteio, de cabeça. Mas não teve jeito. Bati então o pênalti com aquela bola de segurança, no meio do gol"
Marcos
- Eu não queria bater o pênalti, não. Falei para o Evair que a torcida tinha saudade de vê-lo em ação. Mas ele falou que a festa era minha, e foram todos lá me buscar, aí ficaria feio eu não ir lá bater. O duro é que no caminho até a área foram me botando pilha, eu comecei a ficar nervoso. E tinha o Dida, meu parceiro de longa data, desde seleção de júnior. Minha vontade era fazer gol de escanteio, de cabeça. Mas não teve jeito. Bati então aquela bola de segurança, no meio do gol, porque sei que é difícil goleiro ficar parado. E o Dida se mexeu antes, me ajudou - disse Marcos, no intervalo.
Depois do gol, o jogo se abriu - quem estava no ataque não voltava para ajudar no meio, e quem jogava no meio torcia à distância pelos zagueiros. Era uma festa, afinal, e com muitos jogadores já aposentados há muito tempo. Alguns jogadores, como Evair e Ronaldo, apresentavam uma barriguinha acima da média. E coube justamente ao Fenômeno o chute mais perigoso para defesa de Marcos - aos 39, rasteirinho, no canto direito do "Santo", que mostrou toda sua categoria e segurou firme.
- O Ronaldo bateu no cantinho, foi duro pegar - disse Marcos, no intervalo.

Despedida Marcos, Palmeiras 99 e Seleção Brasileira de 2002 (Foto: Douglas Aby Saber /Agência Estado)Marcos mostra segurança e defende firme (Foto: Douglas Aby Saber /Agência Estado)
Na jogada seguinte, novo gol do Palmeiras de 99 - numa jogada que passou pelos pés de Evair e Edmundo, e chegou para finalização de Paulo Nunes. O "Diabo Loiro" correu para reverenciar a torcida, que, vez ou outra, vaiava alguns dos jogadores em campo pela Seleção, como Edilson (pivô de briga com o próprio Paulo Nunes, em 1999) e Rivaldo, que insistia em "jogar sério" e testar Marcos com chutes de fora da área.

Peço que vocês nunca se esqueçam de mim, porque eu nunca vou me esquecer de vocês"
Marcos, falando para a torcida
Na segunda etapa, o ritmo de jogo caiu ainda mais. Deu tempo até para Marcos tomar um café ao pé da trave, repetindo o que fez durante um jogo contra os bolivianos do The Strongest, pela Libertadores de 2000.
Aos 12 minutos, seguindo o cronograma, o jogo foi paralisado. Todos os jogadores do Palmeiras tiraram a camisa verde escura e ficaram com o novo modelo, verde claro, idêntico ao que Marcos usava no gol. Aliás, foi aí que ele deixou oficialmente de ser goleiro. O "Santo" foi realizar seu sonho de ser centroavante por um dia - em substituição a Evair, correu pra jogar na frente, dando lugar ao grande amigo Sérgio no gol. E que ironia: logo na primeira bola na área palmeirense, gol da Seleção, em cruzamento de Denílson para Edílson fazer de cabeça. Oito minutos depois, aos 24, o mesmo Edílson bateu, Sérgio deu rebote e Luizão empatou.
No ataque, Marcos se esforçava. Correu muito para evitar que uma bola saísse em tiro de meta. Deu toque de calcanhar. Chamou o jogo. Mas não teve a chance que queria para marcar com a bola rolando.
Pontualmente à meia-noite, quando o cronômetro marcava 25 minutos do segundo tempo, os refletores se apagaram. O dia havia mudado. Já era 12. Ou melhor: 12/12/12, número da camisa do goleiro na conquista da Libertadores de 1999. Com um microfone, ele discursou para a multidão:
- Queria fazer alguns agradecimentos especiais. Primeiro a Deus, pela carreira que me deu. Ao meu pai, que me ensinou a amar o futebol, e à minha mãe, que me ensinou a amar o Palmeiras. Aos meus irmãos, que foram meus primeiros treinadores, chutando bola em mim no terreirão ao lado de casa. Gostaria de agradecer à minha mulher, que sempre esteve comigo, nos momentos bons e principalmente nos ruins. Aos meus filhos, Lucca, Anna Julia e Marcos Vinicius. Tem muito momento na vida que a gente pensa em desistir, mas lembra dos filhos e resolve seguir em frente. Agradecer aos jogadores, que desmarcaram coisas importantes para estarem aqui. Agradecer a todos os meus treinadores, principalmente o Felipão, que está aqui hoje. Agradecer aos meus ídolos, Velloso e Sérgio, que me ensinaram muito. Agradecer também aos patrocinadores e organizadores da festa. Gostaria também de agradecer a todos os torcedores do Palmeiras. Eu queria falar algo especial para a torcida: quando saí de casa, meu sonho era ter sucesso, claro, mas o mais importante era conquistar o torcedor do meu time de criança, que é o Palmeiras. Eu queria que vocês tivessem orgulho de mim, porque eu estava em campo defendendo vocês. Saio de campo realizado e com sensação de dever cumprido. Pra mim, foi uma honra vestir a camisa da seleção brasileira e, principalmente, da Sociedade Esportiva Palmeiras. Peço que vocês nunca se esqueçam de mim, porque eu nunca vou me esquecer de vocês. Muito obrigado.
Terminava ali a carreira de “São Marcos de Palestra Itália”, um dos maiores ídolos recentes da história do Palmeiras e um dos destaques do pentacampeonato do Brasil em 2002. 
palmeiras de 1999 (2) x (2) brasil de 2002
Titulares: Marcos; Amaral, Cléber, Júnior, Galeano, César Sampaio, Edmundo, Pedrinho, Paulo Nunes, Alex e Evair. Titulares: Dida; Cafu, Edmilson, Roque Junior, Roberto Carlos, Belleti, Ricardinho, Juninho Paulista, Rivaldo, Edílson e Ronaldo 
Reservas: Sérgio, Rivarola, Euller, Asprilla, Agnaldo Liz, Tiago Silva, Dudu, Ademir da Guia, Neném, Oseas, Tonhão, Rubens Júnior e Adãozinho Reservas: Velloso, Denilson, Luizão, Djalminha, Antônio Carlos e Zé Roberto 
Técnico: César MalucoTécnico: Luiz Felipe Scolari
Gols: Marcos, aos 21, e Paulo Nunes, aos 41 minutos do 1º tempo; Edilson, aos 16, e Luizão, aos 24 minutos do 2º tempo
Arbitragem: Ana Paula Oliveira 
Local: Pacaembu 

Fonte: Esporte São José do Sabugi

11/12/2012

HOJE TEM AMISTOSO DE FUTSAL FEMININO EM SÃO JOSÉ DO SABUGI


A equipe do Inter Girls de futsal feminino de São José do Sabugi jogará amanhã um amistoso em preparação para futuras competições na região, e vai enfrentar o Atlético Santanense de Santana do Seridó.
O jogo será na Quadra Poli Esportiva Genesio Procopio de Medeiros e terá inicio ás 19:00 horas.
Informações repassadas pelo trenador da equipe Dudú de Heleno, que está confiante em mais uma vitoria de sua equipe.

Reportagem de João Henrique

RURALZÃO 2012: CRUZEIRO DO BREJINHO E CRUZEIRO DO PINGA SE ENFRENTAM DOMINGO PELAS SEMIFINAIS


No proximo domingo será realizado a primeira semifinal do Campeonato Ruralzão, e o Cruzeiro do Brejinho vai enfrentar o Cruzeiro do Pinga, o jogo será no Estádio Machadão em Santa Luzia e terá inicio ás 15:30 horas.
O Cruzeiro do Brejinho está fazendo uma boa campanha na competição, mantendo uma regularidade, onde liderou a Chave A desde o inicio, e terminou a primeira fase como a melhor equipe da competição, e o seu trenador "Nino" espera que a equipe Sãojoseense consiga seu objetivo nesta fase que é chegar na final, respeitando muito seu adversário que tambem é uma grande equipe e já tem tradição em ruralzão, inclusive chegou em duas finais consecutivas nas duas primeiras edições em 97 e 98.

Reportagem de João Henrique

Goleiro Fernando Prass fecha contrato de 3 anos com Palmeiras

Fernando Prass 


Goleiro deixou o Vasco por conta dos seguidos atrasos salariais

O Palmeiras encontrou o seu goleiro para jogar a Série B em 2013. Fernando Prass, que rescindiu com o Vasco na véspera, já fez os exames médicos em São Paulo e assinou na tarde desta terça-feira (11) um contrato de três anos para ser o titular da meta alviverde na próxima temporada. Essa é a primeira vez, desde 1994, que o clube contrata um goleiro. O último havia sido o paraguaio Gato Fernandez. 
O goleiro de 34 anos, revelado pelo Grêmio, chegou ao Vasco em 2009, para jogar a Série B do Brasileirão, sendo campeão do torneio e ajudando o time cruzmaltino a voltar para a primeira divisão. Desde então, nunca perdeu a posição de titular do time carioca, mas preferiu deixar São Januário por conta dos seguidos atrasos salariais.

Fonte: R7 Esportes