28/06/2014

Colômbia vence Uruguai com gol de placa e vai pegar o Brasil nas quartas



Uma matada no peito, um giro no corpo, um chute raro, uma pintura, um lance inesquecível entre todos os lances inesquecíveis do Maracanã. Um golaço de James Rodríguez, camisa 10 clássico, abriu o caminho para a vitória (2 a 0) que classificou a Colômbia para as quartas de final da Copa do Mundo. Ele ainda fez o segundo e se isolou na artilharia do torneio, com cinco tentos, mais do que Messi e Neymar (com quatro).
Foi o triunfo de um dos times com o melhor futebol do torneio até aqui sobre um Uruguai que chegara ao Maracanã claudicante, contando principalmente com o peso de sua camisa, e sem Luis Suárez, seu melhor jogador. Durante os 90 minutos falaram mais alto a aplicação tática e a qualidade dos colombianos, que fizeram um estádio quase totalmente amarelo explodir com a classificação inédita às quartas de um país que estava há 16 anos longe de Mundiais. Agora, a Colômbia se prepara para o encontro com o Brasil, que tem tudo para ser duríssimo para os donos da casa, na próxima sexta-feira, em Fortaleza.
Fases do jogo: A Colômbia manteve o padrão de jogo que lhe tinha dado 100% de aproveitamento na primeira fase. Com muito toque de bola e jogadores qualificados no meio-campo, como Cuadrado e Rodríguez, além do apoio da arquibancada, a seleção foi melhor desde os primeiros minutos. Mas não foi o jogo coletivo que fez a diferença no começo, e sim o brilho de seu camisa 10, que acertou um belo chute para abrir o placar. Só na desvantagem, o Uruguai despertou e saiu para o jogo, o que obviamente deixava espaço aos sempre perigosos contra-ataques colombianos.
O segundo tempo prometia um duelo mais equilibrado, mas outro gol precoce de Rodríguez deixou a situação quase impossível para os uruguaios. Não apenas pela desvantagem no placar, mas também porque a Colômbia mantinha sua estratégia sufocante de domínio pela posse de bola. Algumas mudanças de Tabarez em sua equipe fizeram o Uruguai ficar mais presente ao ataque. Mas do outro lado havia uma defesa eficiente e um goleiro seguro, Ospina, que garantiram a vitória tranquila.
Os melhores: James Rodríguez e David Ospina. Rodríguez já tinha sido eleito pela Fifa o melhor jogador da primeira fase. Sua habilidade e a qualidade de seu passe fazem dele um meia-esquerda clássico, daqueles em falta no futebol atual. Dominou o meio-campo colombiano e foi fundamental para a vitória. Já é um dos grandes jogadores desse Mundial (curiosidade: o jeito certo de dizer seu nome, segundo o próprio, é Rames). O goleiro Ospina também teve uma atuação inspirada e fez importantes defesas no final do partida.
O pior: Forlán. O melhor jogador da última Copa se despediu melancolicamente daquele que pode ter sido seu último Mundial. Ele foi escalado para substituir Suárez, mas não conseguiu aparecer para o jogo e acabou voltando ao banco antes dos 10min do segundo tempo. Só com ele fora, o Uruguai conseguiu permanecer mais tempo no ataque.
Chave do jogo: toque de bola e paciência da Colômbia. O time de José Pekerman dominou a posse de bola e teve calma para movimentar seus jogadores até abrir espaço na defesa uruguaia. No segundo gol, a equipe fez a bola rodar por todos os cantos do campo antes de parar nos pés de Rodriguez e ir às redes. Essa estratégia também ajudava defensivamente. Com a bola dominada, os colombianos impediam que os adversários criassem chances, mesmo quando atrás do placar.
Toque dos técnicos: Oscar Tabárez precisou mexer no time logo no começo do segundo tempo quando se viu perdendo e dominado pelo adversário. Mas ele tinha pouquíssimas opções no banco e fez o que pôde: encheu a equipe de centroavantes e orientou seus jogadores a meter bolas na área. Nada que pudesse transpor a defesa bem armada por Pekerman.
Para lembrar:
Um gol de placa. James Rodríguez recebeu um passe alto. Ele estava de costas, 22 metros distante do gol. Matou no peito, virou o corpo e, sem deixar a bola tocar o chão, emendou um belo chute de esquerda. Ela desenhou uma parábola no ar, encobriu Muslera e tocou no travessão antes de entrar. Talvez tenha sido o gol mais bonito da Copa até aqui.
Febre amarela. E a torcida colombiana dominou as arquibancadas do Maracanã, reeditando a "febre amarela" que vem tomando os estádios onde a seleção joga. Além do hino à capela, foi possível ouvir os gritos de "olé" para a Colômbia desde o começo da partida. Os brasileiros presentes também adotaram os colombianos.
Presença de Suárez. O atacante pode ter sido expulso da Copa, mas ele esteve de alguma forma presente nas arquibancadas. Torcedores uruguaios aparecerem em peso com máscaras do jogador, enquanto os colombianos usaram focinheira para lembrar seu histórico de mordidas.
Brasil pode começar a se preocupar. O próximo adversário da seleção mostrou um futebol muito competente e envolvente e já deve assustar a torcida brasileira para o duelo nas quartas. A comparação entre o que fizeram Brasil e Colômbia em seus jogos neste sábado dá muita vantagem aos colombianos.
A volta uruguaia ao Maracanã. O último jogo da Celeste no mítico estádio havia sido o Maracanazo. Uma grande expectativa tomava conta da torcida antes da volta da seleção ao palco de sua maior façanha no futebol. Mas eles acabaram tendo um sábado para esquecer. A eliminação talvez signifique o fim de um ciclo na seleção uruguaia.
COLÔMBIA 2 X 0 URUGUAI
Data: 28/06/2014 - 17h Local: Maracanã (Rio de Janeiro) Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL) Auxiliares: Sander Van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL) Cartões amarelos: Gimenez, Lugano (Uruguai); Armero (Colômbia) Gols: James Rodríguez, aos 28min, do 1º tempo e aos 4min do 2º tempo Público: 73.804 pessoas
Colômbia: Ospina; Zuniga, Zapata, Yepes e Armero; Carlos Sánchez, Aguilar, Cuadrado (Guarín) e James Rodríguez (Ramos); Teófilo Gutiérrez (Meria) e Jackson Martínez
Técnico: Jose Pekerman

Uruguai: Muslera; Cáceres, Giménez e Godín; Maxi Pereira, Arévalo Rios, González (Hernandez), Rodríguez (Ramos) e Álvaro Pereira (Ramirez); Forlán (Stuani) e Cavani
Técnico: Oscar Tabarez


UOL

Campeonato Paraibano: Liga Queimadense entra com ação no TJDF e quer exclusão do Auto Esporte


O Campeonato Paraibano de futebol deve acabar nesse domingo com a grande final entre Campinense e Botafogo-PB, no Estádio Amigão. Mas isso não é o que quer a Liga Queimadense de Futebol. Filiada à Federação Paraibana de Futebol (FPF), a entidade da cidade de Queimadas ingressou com uma “Notícia de Infração” no Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB) e exige a exclusão do Auto Esporte na competição deste ano.
Se configurada a infração, o time pessoense ainda pode pegar uma multa que vai de R$100 a R$ 100 mil. O julgamento está marcado para a próxima quinta-feira, na sede do Tribunal.
Liga Queimadense entra com ação no TJDF e quer exclusão do Auto Esporte (Foto: Reprodução / TJDF-PB)
Documento da Liga Queimadense pede exclusão do Auto Esporte (Foto: Reprodução / TJDF-PB)

Segundo a Liga Queimadense de Futebol, o Auto Esporte infringiu o artigo 271 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que proíbe entrada de clubes na Justiça Comum sem estarem esgotadas as instâncias da Justiça Desportiva. A Liga alegou que isso se configurou quando o clube de João Pessoa pediu a nulidade das ultimas eleições que mantiveram Rosilene Gomes na presidência da FPF, no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB).
Após a ação, a ex-presidente foi afastada do cargo e substituída por uma Junta Administrativa, que segue no comando da entidade estadual. Por causa disto, a Liga Queimadense de Futebol quer que o clube pessoense seja punido no Campeonato Paraibano desse ano, sendo excluído e caindo, portanto, de divisão. A reportagem ligou para o presidente do Auto Esporte, Manoel Demócrito, mas não obteve êxito.

Por GloboEsporte.com

Desportistas querem manutenção dos campos de futebol amador e alegam falta de apoio na cidade de Patos


Cerca de 100 garotos que praticam futebol no campo da buraqueira, localizado no Bairro Jardim Queiroz, em Patos, estão pedindo, através do treinador Felipe Fernandes, que o campo seja melhorado. A redação acompanhou o treino dos jovens no final da tarde nesta sexta-feira, dia 27.

A trave está desgastada e sendo apoiada na sua base por pedras, mas vez por outra cai trazendo riscos aos praticantes de futebol que utilizam o campo. O técnico alega que a situação, tanto da trave quanto da falta de terraplanagem, já foi comunicada a Secretaria Executiva de Esportes. “Até agora aguarda retorno do pedido feito”, relata Felipe.

Deusimar dos Santos (foto), conhecido no meio esportivo por Gato Preto, que é presidente dos Campeonatos Interbairros da cidade de Patos, relatou que a situação do futebol é complicada, pois alguns campos estão em péssimas condições, não foram construídos outros e com o fechamento dos existentes no Campestre Clube os desportistas estão em dificuldade de espaços para praticar o futebol.


O secretário executivo de esportes, Toinho Marques, confessou que existem problemas e esses estão sendo resolvidos. Toinho disse que no caso do técnico Felipe Fernandes, o problema é mais político que esportivo, pois desde a demissão do técnico da Prefeitura Municipal que este vem buscando denegrir a imagem da secretaria. “Nós repassamos kits esportivos para ele distribuir aos garotos. Quanto ao problema do campo nós estamos resolvendo. A máquina de terraplanagem deu um problema e assim que for resolvido isso faremos os serviços no Campo da Buraqueira”, relatou.



Por Jozivan Antero – Patosonline.com

Nos pênaltis, Brasil vence o Chile e está nas quartas de final da Copa do Mundo


Nos pênaltis, Brasil vence o Chile e está nas quartas de final da Copa Jefferson Botega/

Jogadores do Brasil se reúnem para comemorar classificação Foto: Jefferson Botega
Quase o Chile crava um "Mineiraço" no Brasil. A Seleção não mostrou futebol de campeão. Mas valeu pela vaga após 1 a 1 no tempo normal e 0 a 0 na prorrogação, com 62 mil pessoas cantando o hino durante o jogo e gritando "Eu acredito". O primeiro tempo foi do Brasil. O segundo tempo, do Chile. A prorrogação, de ninguém, tal o cansaço dos dois times.
O Chile, ao seu estilo, teve mais posse de bola. Com três zagueiros bem postados e muita ajuda na marcação de Aránguiz e Diaz, se defendeu para apostar no lance isolado de contra-ataque, com Vargas e Sánchez. Quem propôs o jogo foi o Brasil. Um roteiro previsível, pelas características das duas equipes.
Felipão reservou uma surpresa para Jorge Sampaoli no primeiro tempo. Em vez de segurar Luiz Gustavo e soltar Fernandinho, fez uma inversão. Assim, de cão de guarda à frente da zaga, quase proibido de avançar, Luiz Gustavo se desprendou até o flanco. Cavou escanteios.
Em um deles, saiu o gol da Seleção no tempo normal. Neymar cobrou, Thiago Silva desviou e David Luiz completou meio de coxa, meio ajudado pelo pé do zagueiro: 1 a 0.
Parecia que ia mesmo ser moleza. Menos de 20 minutos (o gol foi aos 18), placar aberto, os cerca de 5 mil chilenos, assustados, decerto temeram a sina se aproximando: jogar como nunca, perder como sempre para o Brasil. Então, a Seleção resolveu tornar o jogo mais emocionante.
Numa cobrança de lateral na bandeirinha de escanteio, Marcelo arremessou até Hulk. Que podia ter fechado os olhos e isolado a bola com sua força de super-herói, mas devolveu de toquinho.
Vargas chegou antes e serviu Sánchez. Já dentro da área, ele agiu com a frieza de Barcelona: cruzado, rasteiro, no canto. Era o Brasil dando o empate de presente, aos 32. A torcida cantou na hora. O time respondeu com chances. Neymar, de cabeça, aos 35. Fred, aos 38 e 42.
O cenário piorou na volta do intervalo, sempre com a posse de bola do Chile. Hulk, aos 9 minutos, desempatou, mas o inglês Howard Webb, tão criticado pelos chilenos, ajudou o time de Sampaoli. Viu toque de mão inexistente antes da conclusão. Gol mal anulado.
O contra-ataque "rojo" se tornou perigoso na medida em que os nervos provocavam erros de passes infantis da Seleção. Em um deles, Aránguiz finalizou na área e Julio César espalmou, numa defesa de puro reflexo e bênção divina.
A entrada de Ramires no lugar de Fernandinho não soltou mais o time. O Chile seguiu com a bola no pé, especulando e apostando nos nervos em frangalhos da Seleção e de 62 mil torcedores no Mineirão.
O jogo caiu de ritmo, com os times temendo a prorrogação. Hulk, aos 36, obrigou Bravo a espalmar. O Chile ficou mais perto de fazer o segundo do que o Brasil, ainda quem se criar chance clara.
Veio a prorrogação, com a torcida cantando o hino. A partida virou de superação, com o tanque do fôlego vazio. Futebol, mesmo, quase nada. Depois, os pênaltis. E a tensão. O sofrimento. E São Julio Cesar defende duas vezes: 3 a 2 para o Brasil, gols de David Luiz, Marcelo e Neymar.
Nunca se viu nada igual em Copas, mas é preciso jogar mais para a sexta estrela.

COPA DO MUNDO, OITAVAS DE FINAL, 28/06/2014

BRASIL
Julio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Ramires 27'/2ºT), Oscar (Willian INT/prorrogação), Neymar e Hulk; Fred (Jô 18'/2ºT)
Técnico: Luiz Felipe Scolari
CHILEBravo; Francisco Silva, Medel (Rojas 2'/2ºT prorrogação) e Jara; Isla, Marcelo Díaz, Aránguiz, Vidal (Pinilla 41'/2ºT) e Mena; Vargas (Gutiérrez 11'/2ºT) e Sánchez
Técnico: Jorge Sampaoli
Gols: no primeiro tempo, David Luiz (B), aos 17 minutos, e Sánchez (C), aos 31
Cartões amarelos: Mena, Silva, Pinilla (C); Hulk, Luiz Gustavo, Jô, Daniel Alves (B)
Arbitragem: Howard Webb, auxiliado por Michael Mullarkey e Darren Cann
Local: Mineirão, Belo Horizonte

Diário Catarinense

Botafogo-PB realiza coletivo-apronto no Almeidão visando final do Paraibano neste domingo no Amigão


A equipe do Botafogo realizou, na tarde desta sexta-feira (27), um coletivo-apronto, no Estádio José Américo de Almeida, O Almeidão. O trabalho aconteceu visando a decisão do Campeonato Paraibano 2014.
O treino contou com todo o elenco e foi dividido em duas partes. Na primeira, o técnico Marcelo Vilar utilizou os jogadores que não foram relacionados na última partida, enquanto na segunda parte foi utilizado o restante dos jogadores. Após o treino, os relacionados entraram em regime de concentração no Netuanah Praia Hotel, no bairro de Cabo Branco.
Para esta partida de volta, o professor terá todos os jogadores à disposição. O time deixa a concentração para encerrar a preparação na manhã deste sábado (28), no Centro de Treinamento da Maravilha do Contorno e retorna logo depois.
Na Final, o Botafogo enfrenta o Campinense, às 17h, no Estádio Ernani Sátiro, O Amigão, em Campina Grande.

Site do Botafogo-PB

Campinense faz seu último treino antes da final do Paraibano


campinense, treino, estádio renatão (Foto: João Brandão Neto / GloboEsporte.com/pb) 
Treino começou com um recreativo que contou com a participação de integrantes da comissão técnica raposeira (Foto: João Brandão Neto / GloboEsporte.com/pb)
O Campinense encerrou na manhã deste sábado a sua preparação para a difícil missão deste domingo, diante do Botafogo-PB, e que vai decidir o campeão paraibano de 2014. A Raposa realizou um treino recreativo e, logo após, treinou exaustivamente jogadas ensaiadas sob o comando do treinador Freitas Nascimento. 
O fato inusitado ficou nas arquibancadas do Estádio Renatão, que na véspera da grande final do estadual recebeu apenas três torcedores para incentivar o time do Alto da Bela Vista.
Às 9h30 o técnico rubro-negro deu início ao último trabalho da Raposa antes de enfrentar. Primeiro ele teve uma conversa breve com o elenco.
Depois, titulares e reservas, com a participação inclusive de membros da comissão técnica, se dividiram em dois grupos para realizarem um recreativo com o campo reduzido. Apesar da difícil missão deste domingo, os atletas estavam tranquilos e demonstrando animação.
Dando prosseguimento à atividade, Freitas selecionou alguns jogadores para ensaiarem jogadas de bola parada. De forma exaustiva. Foram 45 minutos de repetições e paralisações. O Rubro-Negro então finalizou o treinamento e seguiu para regime total de concentração.
Tendo que vencer o Botafogo-PB por três ou mais gols para conquistar o título do Campeonato Paraibano 2014, o Campinense vai para a partida das 17h deste domingo, no Estádio Amigão, com duas novidades. Uma será a volta do goleiro Rodrigão e a outra será a do volante Basílio, ambos voltam de suspensão automática. . 

Por Globo Esporte PB

27/06/2014

Tabárez vê pressão e renunciará a cargo na Fifa após punição a Suárez



Óscar Tabárez em coletiva no Maracanã que acabou em discurso sem perguntas (Foto: Fábio Motta / Agência estado)
Óscar Tabárez não deu entrevista coletiva, como sugeria o protocolo da Fifa, na tarde desta sexta-feira no Maracanã, na véspera do confronto contra a Colômbia, pelas oitavas da Copa do Mundo. Numa sala de entrevistas lotada, o treinador do Uruguai colocou os óculos e, entre leituras e fala espontânea por cerca de 15 minutos, emitiu um manifesto de total repúdio à punição dada a Luis Suárez, após mordida em Chiellini, de nove jogos e quatro meses. Já no fim, foi além e anunciou que vai renunciar ao cargo que tem em comissão de estratégia da Fifa.
- Faz muitos anos que dou minha contribuição à Fifa como instrutor. Agora, ocupo um cargo na comissão de estratégia da Fifa. Acho que vou deixar esse cargo. Não seria coerente conviver com pessoas que pressionaram para haver essa punição. Que manejam critérios e valores muito diferentes do meu. Nos próximos dias, apresentarei uma renúncia a esse cargo, cumprindo com as formalidades necessárias - explicou, em sua primeira manifestação após o desfecho do caso.
Para completar, o Maestro, apelido conferido ao treinador por seu passado como professor em escolas públicas de Montevidéu, fez um discurso de motivação para a torcida. Acabou aplaudido por jornalistas uruguaios:
- Suárez jamais estará só. Os fãs uruguaios estão comovidos como nós. Estamos feridos, mas com uma força incrível e com muita rebeldia. Então, mais do que nunca, vamos que vamos.
Por Globo Esporte

CRA SOUSA faz grande campanha na 1ª Copa EBF, perde para o CRB-AL na final e fica com o vice



O CRA SOUSA disputou a 1ª Copa EBF-Encontro Brasileiro de Futebol de Base, e fez uma excelente campanha e saiu como vice campeão, perdeu a final para o CRB-AL por 2 X 0.

O CRA jogou a semifinal pela manhã e a tarde já houve a final contra uma equipe com uma grande estrutura, mesmo assim se os atletas do CRA não tivessem cansado devido ter jogar duas vezes no mesmo dia poderia ter saido com o título de campeão.

Más para uma equipe nova chegar em uma competição com grandes equipes do Nordeste a exemplo de Sport Recife, ABC, CRB, entre outros, foi muito proveitoso, e essa campanha do CRA mostra a organização e um excelente trabalho de Nildo Lima a frente de sua equipe.

Parabenizar aqui também o Professor de Educação Física da cidade de Cajazeiras "Gilvan Alves" que viajou com a delegação do CRA SOUSA para Boa Saúde-RN e deu sua contribuição a Nildo Lima e toda sua equipe, é muito bom ter um profissional dessa área em umaequipe.

Veja a nota de agradecimento de Nildo Lima em sua página no Facebook:

Organizador Da Copa Jalmir Esporte , Está De Parabéns 
Pela Belíssima Copa Realizada , Agora Jogar Uma Semifinal 
De Manhã e Uma Grande Final a Tarde , Com a Estrutura Que 
Tem o CRB De Alagoas , Não é Fácil, Mais Nossos Atletas Lutaram 
Muito , Foram Verdadeiros Guerreiros e Mostraram Que Tem Um 
Grande Respeito e Amor Por Essa Família , Parabéns a Todos.





Fotos: Gilvan Alves

Portal Esporte São José do Sabugi

Mesmo dia, mesmo árbitro e mesma fase; Brasil e Chile irão repetir 2010


Julio Cesar durante treino (Ari Ferreira)
Titular absoluto em 2010 e 2014, Júlio César pode eliminar Chile de novo (Foto: Ari Ferreira)
Que o restrospecto diante dos chilenos é favorável ao Brasil já sabemos. Mas as coincidências que rondam as oitavas de final entre Brasil e Chile, no próximo sábado às 13h, no Mineirão, são muitas.
Na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, as duas seleções também se enfrentaram na fase de oitavas de final. Curiosamente, o jogo será realizado na mesma data (28 de junho). O juiz, uma das preocupações dos chilenos esse ano, com medo da arbitragem favorecer ao Brasil por jogar em casa, será o mesmo de quatro anos atrás, o inglês Howard Web.
Considerado um dos melhores árbitros do mundo, ele também apitou a decisão da última Copa entre Espanha e Holanda e está cotado para apitar a final deste ano no Maracanã, já que seu país, a Inglaterra, já está eliminada da competição.
Seguindo com as semelhanças, assim como desta vez, há quatro anos o Brasil se classificou para as oitavas com uma campanha idêntica na fase de grupos. Sete pontos somados, vitórias contra Coreia do Norte e Costa do Marfim e empate com Portugal.
O Chile não fica atrás, se classificou em segundo lugar com seis pontos, campanha também idêntica a deste ano. Em 2010, vitórias sobre Honduras e Suíça, derrota na última rodada para a Espanha (que terminaria líder do grupo e campeã mundial mais tarde).
Os elencos de Brasil e Chile também continham jogadores que hoje estão em suas respectivas seleções. Pelo lado "amarelinho", Júlio César, maicon, Ramires e Daniel Alves jogaram. O zagueiro Thiago Silva, hoje capitão do time, estava no banco de reserva mas não entrou durante a partida.
Já no lado da "Roja", são 12 os que estavam no elenco de 2010 e também estão nesta Copa. Dos 12, nove participaram da eliminação para o Brasil há quatro anos. Claudio Bravo, Isla, Jara, Carmona, Vidal, Alexis Sánchez e Beausejour foram titulares. Além de Millar e Valdivia que entraram no decorrer do jogo. Garay Medel, Fabián Orellana e Paredes estavam no banco de reservas mas não jogaram.

VEJA A FICHA TÉCNICA DE BRASIL E CHILE NA COPA DE 2010:

BRASIL 3 x 0 CHILE

Local: Estádio Ellis Park, em Johanesburgo (África do Sul)
Data: 28 de junho de 2010, segunda-feira, às 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Assistentes: Darren Cann (ING) e Michael Mullarkey (ING)
Público: 54.096 pagantes
Cartões amarelos: Kaká e Ramires (BRA); Vidal, Fuentes e Millar (CHI)
Gols: Juan, 34'/1ºT (1-0), Luís Fabiano, 38'/1ºT (2-0) e Robinho, 14'/2ºT (3-0).
BRASIL: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Ramires, Daniel Alves e Kaká (Kléberson); Robinho (Gilberto) e Luís Fabiano (Nilmar). Técnico: Dunga
CHILE: Bravo; Isla (Millar), Contreras (Tello), Jará e Fuentes; Carmona, Vidal e Mark González (Valdívia); Alexís Sánchez, Suazo e Beausejour. Técnico: Marcelo Bielsa


Por Lancenet 

Elenco do Botafogo-PB se reapresenta e inicia preparação visando jogo de volta da Final do Paraibano



O elenco do Botafogo se reapresentou, na tarde desta quinta-feira (26), após a vitória diante do Campinense na Final do Campeonato Paraibano 2014 e iniciou a preparação visando à segunda partida da decisão. O trabalho contou com todos os jogadores, que se dividiram.

No Centro de Treinamento da Maravilha do Contorno, os atletas que iniciaram jogando nesta quarta-feira (25) fizeram um treino regenerativo, com crioterapia, um tratamento que utiliza baixas temperaturas. Enquanto isso, os não-relacionados tiveram um trabalho com bola no campo do CT.

Já os reservas do embate diante do Campinense estiveram na Academia ProLife, localizada no bairro do Cristo Redentor. Por lá, foi feito um treino físico, sob o comando do Preparador Alexandre Duarte.

Nesta sexta-feira (27), a equipe se encontra para um treinamento juntos no Estádio José Américo de Almeida, O Almeidão. O Botafogo enfrenta o Campinense no próximo domingo (29), às 17h, no Estádio Ernani Sátiro, O Amigão, em Campina Grande.


Site do Botafogo-PB

Treze prioriza parte física na primeira semana de treinos da intertemporada



Nesta quinta-feira (26) o Treze realizou mais dois treinos em preparação para o retorno do Campeonato Brasileiro. As atividades aconteceram no estádio Presidente Vargas, durante manhã e tarde. No terceiro dia desta intertemporada, o ritmo do treinamento já começa a acelerar.
Durante esta semana a parte física tem sido priorizada pela comissão técnica do clube, a intenção é garantir forças para que a partir da próxima semana o time comece a treinar a parte tática, para os jogos amistosos contra o Central de Caruaru, nos dias 6 e 12 de julho.
Na parte da manhã desta quinta-feira (26) o treino foi totalmente focado na parte física, onde o preparador Pedro Neto fez uma atividade de coordenação e força livre. Já na parte da tarde, o treino, mais uma vez foi divido em treino físico no início, seguido de um técnico em campo reduzido na segunda parte.
Todas as atividades físicas e técnicas estão sendo acompanhadas pelo treinador Givanildo Oliveira. O técnico do Galo da Borborema terá mais três semanas para organizar o time, para o retorno da Série C. A expectativa da diretoria é que a partir da próxima semana a casa comece a ganhar nova forma com a chegada dos novos reforços contratados, que devem chegar a cidades nos próximos dias
O Alvinegro de Campina Grande volta aos treinamentos na manhã desta sexta-feira (27), com mais um treino na academia Korpus, a partir das 8h30. Também na sexta-feira, haverá treino a tarde, no estádio Presidente Vargas às 15h30.

Site do Treze

Alemanha vence Estados Unidos e ambos vão às oitavas

Em uma das chaves mais equilibradas desta Copa do Mundo, a emoção se prolongou até os últimos minutos da rodada final do Grupo G, nesta quinta-feira. Na Arena Pernambuco, no Recife, aAlemanha, praticamente classificada, confirmou a vaga às oitavas de final com a vitória por 1 a 0 sobre os Estados Unidos.
Aos norte-americanos restou esperar o resultado da outra partida. E graças à vitória dePortugal por 2 a 1 sobre Gana, a vaga também pôde ser comemorada pelo time de Jürgen Klinsmann.>>O gol de Thomas Müller, o seu quarto na Copa, na ponta da lista de artilheiros ao lado de Messi e Neymar, fez a Alemanha chegar aos sete pontos, na liderança do grupo.
Os Estados Unidos pararam nos quatro pontos, mesmo número de Portugal, mas com vantagem no saldo de gols: 0 a -3. Gana terminou na lanterna, com um ponto.>>Agora, alemães e norte-americanos esperam para conhecer seus próximos adversários. Eles sairão do Grupo H, que será definido ainda nesta quinta. Neste momento, a Bélgica ocupa a liderança da chave e seria adversária dos Estados Unidos. Já os alemães enfrentariam a Argélia, segunda colocada.
O que já é certeza é que a partida da Alemanha acontecerá na segunda-feira, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, enquanto que os norte-americanos jogam na terça, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

FICHA TÉCNICA: ESTADOS UNIDOS 0 x 1 ALEMANHA

ESTADOS UNIDOS - Tim HowardFabian Johnson, Gonzalez, Matt Besler eDaMarcus BeasleyKyle BeckermanJermaine Jones, Davis (Bedoya), Michael Bradley e Graham Zusi(Yedlin); Clint Dempsey. Técnico: Jürgen Klinsmann.
ALEMANHA - Neuer; Boateng, Hummels, Mertesacker e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger (Götze), Kroos, Özil (Schürrle) e Podolski (Klose); Thomas Müller. Técnico: Joachim Löw.
GOL - Thomas Müller, aos 9 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Gonzalez e Beckerman (Estados Unidos); Höwedes (Alemanha).>>ÁRBITRO - Ravshan Irmatov (Fifa/Usbequistão).
RENDA - Não disponível.
PÚBLICO - 41.876 presentes.
LOCAL - Arena Pernambuco, no Recife (PE).


Esporte Interativo

Com um a menos, Bélgica vence Coreia por 1 a 0 e enfrenta os EUA nas oitavas


ExLonge de mostrar o futebol que a colocou como uma das possíveis surpresas desta Copa do Mundo antes mesmo do início da competição, a Bélgica venceu a Coreia do Sul por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Arena Corinthians, com gol de Vertonghen.

Com a vitória, a equipe de Marc Wilmots confirmou a primeira colocação do grupo H com 100% de aproveitamento e enfrentará os Estados Unidos pelas oitavas de final, na próxima terça-feira, às 17h (de Brasília), na Arena Fonte Nova.
Já a Coreia do Sul volta para casa com o técnico Hong Myung-bo pressionado e sem repetir a boa campanha de 2010, quando se classificou para as oitavas e foi eliminada pelo Uruguai. A outra equipe do grupo a avançar foi a Argélia, que empatou com a Rússia em 1 a 1 em Curitiba e agora terá pela frente a Alemanha.
Classificados, os 'Diabos Vermelhos' entraram na Arena Corinthians com muitas modificações. Alderweireld, Vermaelen, Kompany, Witsel, De Bruyne, Hazard e Lukaku foram poupados. O meia do Chelsea ainda entrou em campo aos 44 do segundo tempo.
Assim como nas outras partidas desta primeira fase, a equipe de Wilmots contou com a força do seu elenco para conseguir a vitória. Apesar do gol ter sido do capitão Vertonghen, Origi, que entrou na segunda etapa, na vaga de Mertens, deu mais mobilidade à equipe que perdeu o volante Defour, ainda no primeiro tempo, expulso após entrada dura sobre Kim Shin-Wook.
Mesmo com um jogador a mais, a Coreia do Sul não conseguia criar jogadas e ficou presa à boa marcação belga. Com o empate por 1 a 1 entre Argélia e Rússia, em Curitiba, os 'Tigres Asiáticos' precisavam fazer, no mínimo, quatro gols para se classificar, mas não conseguiram assustar Courtois.
Mesmo com a equipe mista, os 'Diabos Vermelhos' começaram a partida desta quinta-feira dominando as ações ofensivas, mas sem muitas oportunidades. Mais posse de bola, porém poucas chances de gols.
A primeira jogada de perigo aconteceu apenas aos 22 minutos. Mirallas recebeu dentro da área, mas conseguiu finalizar. O atacante seguiu para a ponta direita e cruzou, mas não alcançou nenhum jogador belga.
Aos 25, outra chance da Bélgica. Após cobrança de lateral, Fellaini desviou de cabeça e a bola sobrou para Mertens mas, cara a cara com o goleiro, o camisa 14 da Bélgica isolou a bola por cima do gol de Kin Seung-gyu.
Cinco minutos depois, veio a resposta da Coreia do Sul. Ki Sung-yueng arriscou de longe e obrigou Courtois a colocar para escanteio. Na cobrança, Lee Chung-yong mandou na cabeça de Hong Jeong-ho, que tocou para o centro da área. Após confusão, a bola estava entrando na meta de Courtois, mas Defour afastou quase em cima da linha.
Após o susto, a Bélgica voltou a ter o domínio das ações, mas ainda sem criar muitas chances. Apenas aos 42 minutos, após boa jogada trabalhada, Mertens arriscou chute de fora da área e obrigou o goleiro da Coreia a fazer boa defesa.
A tranquilidade da primeira etapa foi quebrada aos 44. Em lance desnecessário, no meio de campo, Defour deixou o pé em dividida com o grandalhão Kim Shin-wook, que entrou por cima, e o árbitro Benjamin Williams não teve dúvidas para aplicar o cartão vermelho direto ao atleta belga. Na saída para os vestiários, houve vaias dos 61.397 torcedores devido ao futebol ruim apresentando pelos times.
Com um jogador a mais e precisando da vitória, o técnico coreano deixou a equipe mais ofensiva. Tirou o volante Han Kook-young e colocou o atacante Lee Keun-ho. A mudança resultou numa tentativa de pressão dos asiáticos. Logo aos seis minutos, Ki Sung-yueng tentou o chute de fora da área, mas a bola não assustou Courtois. Aos nove, o 'Neymar Coreano', Son Heung-min, fez boa jogada pela esquerda e rolou para Ki Sung-yueng, que chutou forte, mas a bola explodiu na defesa.
Aos 14, os belgas tiveram nova chance. Mertens, mais uma vez, arriscou de fora da área e obrigou o goleiro da Coreia a fazer boa defesa. Na sequência, os asiáticos responderam pela direita, de onde Son Heung-min tentou o cruzamento. A bola ganhou velocidade e bateu na trave, enganando Courtois. No lance seguinte, o arqueiro ainda fez grande defesa após em cabeçada de Koo Ja-cheol.
Apesar da posse da maior posse de bola no segundo tempo, a Coreia do Sul não conseguia criar chances de gol, e a Bélgica passou a assustar nos contra-ataques. Aos 27 minutos, Origi recebeu lançamento longo, tentou o drible em Hong Jeong-ho, mas o zagueiro do Augsburg, da Alemanha, conseguiu se recuperar no lance.
Aos 34, Origi, que entrou na vaga de Mertens e melhorou a movimentação da equipe belga, tabelou com Vertonghen e chutou da entrada da área. O goleiro Kim Seung-gyu deu rebote e o próprio Vertonghen, em posição duvidosa, completou para o fundo das redes.
Buscando o gol, a Coreia demonstrava dificulades nas finalizações. Um minuto após o gol, Lee Keun-ho recebeu ótimo lançamento dentro da área, mas exagerou na força e desperdiçou boa chance para empatar.
O jogo seguiu morno até a entrada de Hazard, poupado até os 44. O meia do Chelsea entrou na vaga Mirallas e ainda foi o responsável por uma boa chance, aproveitando rebote da zaga sul-coreana e obrigando Kim Seung-gyu a fazer boa defesa.
A Coreia voltou a pressionar no fim da partida. Após cobrança de escanteio, aos 45, Kim Bok-yung desviou de letra e obrigou a Courtois a fazer a última grande defesa do jogo.
Ficha Técnica:
Coreia do Sul: Kim Seung-gyu; Lee Yong, Hong Jeong-ho, Kim Young-gwon e Yun Suk-young; Han Kook-young (Lee Keun-ho), Ki Sung-yueng, Lee Chung-yong, Koo Ja-cheol, Son Heung-min (Ji Dong-won); Kim Shin-wook (Kim Bok-yung).
Técnico: Hong Myung-bo.
Bélgica: Courtois; Vanden Borre, Lombaerts, Van Buyten e Vertonghen; Dembélé, Defour, Fellaini, Mertens (Origi) e Januzaj (Chadli); Mirallas (Hazard).
Técnico: Marc Wilmots.
Cartões amarelos: Hong Jeong-ho (Coreia do Sul) e Dembélé (Bélgica).
Cartão vermelho: Defour (Bélgica).
Árbitro: Benjamin Williams (Austrália)


Esporte Interativo

Eliminação precoce de CR7 mantém 'maldição' dos melhores do mundo


Exibir fot
Copa do Mundo 2014 - Portugal x Gana (Foto: AFP)

Se um jogador quiser ser campeão da Copa do Mundo, é bom não ter sido eleito o melhor do mundo no ano anterior. Pode soar estranho, mas essa é a verdade. Desde que a Fifa criou a premiação para atletas, em 1991, nenhum dos vencedores conseguiu conquistar o Mundial no ano seguinte. Em 2014, a sina continua. Afinal, o português Cristiano Ronaldo foi eliminado nesta quinta-feira.
A "maldição" começou com Roberto Baggio, em 1994. Um ano antes, o italiano foi eleito o melhor jogador do mundo, mas acabou sendo vice campeão para o Brasil naquele Mundial. Depois, a história se repetiu com o brasileiro Ronaldo, em 1998. A partir de então, nenhum deles conseguiu sequer chegar na decisão.
Ronaldo Gaúcho, em 2006, e Messi, em 2010, caíram nas quartas de final. Já o português Figo, em 2002, fez o mesmo que Cristiano Ronaldo e foi eliminado logo na primeira fase. Pensando por esse lado, antes mesmo de acabar esta Copa, é bom que nenhum brasileiro ganhe em 2017.
Confira:
Copa do Mundo 1994 - Roberto Baggio (Itália) perdeu na final
Copa do Mundo 1998 - Ronaldo (Brasil) perdeu na final
Copa do Mundo 2002 - Figo (Portugal) caiu na primeira fase
Copa do Mundo 2006 - Ronaldinho Gaúcho (Brasil) caiu nas quartas de final
Copa do Mundo 2010 - Messi (Argentina) caiu nas quartas de final
Copa do Mundo 2014 - Cristiano Ronaldo (Portugal) caiu na primeira fase
Por Lancenet

CRA SOUSA passa pelo Villareal-AL e está na final da 1ª Copa EBF na categoria sub 14


O CRA Sousa continua fazendo bonito na 1ª Copa EBF-Encontro Brasileiro de Futebol de Base, em jogo válido pela semifinal o representante paraibano empatou no tempo normal em 1 X 1 com o Villareal de Maceió-AL, e nos penaltis deu CRA, venceu por 5 X 4 e garantiu sua vaga na final.

A sede do CRA Sousa foi em Boa Saúde-RN e agora aguarda o vencedor da sede de Vera Cruz-RN para conhecer seu adversário na final.


Nildo Lima divulgou uma nota em sua pagina no Facebook agradecendo, confira:


Quero Agradecer a Deus Em Primeiro Lugar , Aos País Dos Nossos 
Atletas , Aos Nossos Amigos Que Nos Ajudam e Nossos Atletas a Todos 
Que Fazem Essa Belíssima Cidade Boa Saúde - RN , Que Nos Receberam Muito Bem , Dizer Que Essa Vitória Não é Só Da Familia C.R.A é De Todos Vcs , Mais Uma Vez Com Muita Dificudade , Mais 
Sempre Firme , OBRIGADO DEUS MAIS UMA FINAL .


Parabéns a todos que fazem parte do CRA Sousa e que essa brilhante campanha seja coroada com o título de campeão.


Portal Esporte São José do Sabugi

Jornal Argentino informa que Agüero está fora da Copa do Mundo por lesão


Aguero Argentina x Nigéria (Foto: EFE)Agüero cai em campo antes de ser substituído (Foto: EFE)
O quarteto fantástico da Argentina não existirá mais nesta Copa do Mundo. Com uma lesão muscular na coxa esquerda, o atacante Sergio Agüero está fora da Copa, de acordo com o jornal argentino Clarín, e desfalcará o ataque Hermano no restante do Mundial.
Agüero foi substituído ainda no primeiro tempo da vitória por 3 a 2 sobre a Nigéria, na quarta-feira. O atacante deixou o campo aos 37 minutos, para a entrada de Lavezzi, ao sentir a lesão na coxa esquerda.
Quem pode se beneficiar com a ausência é Ezequiel Lavezzi, que substituiu Agüero nas duas últimas partidas. Assim, o quarteto ofensivo seria mantido, mas com um novo integrante. O técnico Alejandro Sabella poderia também mudar o esquema, colocando um jogador de meio-campo.
A fase de Aguëro não é das melhores. O jogador não tinha tido nenhuma atuação convincente na Copa, sofrendo críticas por isso, e ainda teve uma briga pública com a família Maradona por causa de Gianinna, mão de seu filho Benjamin e filha de Don Diego, que disparou contra o jogador do City em seu programa em uma TV venezuelana.
Sabella tem até a próxima terça-feira para definir o substituto de Kun Agüero. No dia 1º de julho, às 13h (de Brasília), a Argentina enfrenta a Suíça pelas oitavas de final, na Arena Corinthians, em São Paulo.


Por Globo Esporte

Daniel Alves é barrado e Maicon joga segunda parte do treino da Seleção Brasileira

Luiz Felipe Scolari pode fazer mais uma alteração para o jogo contra o Chile. Depois do fim da primeira parte do coletivo, o técnico tirou Daniel Alves e colocou Maicon. Levantamento feito mostrou que o setor gera preocupação na Seleção: os dois gols que a Seleção sofreu neste ano, contra Croácia e Camarões, ambos na Copa do Mundo, foram em cima de Dani Alves.
A primeira mudança, esta esperada, já havia sido confirmada no início: Fernandinho no lugar de Paulinho.
As duas mudanças fortalecem a marcação da equipe. Felipão tem demonstrado preocupação com a fragilidade do setor defensivo desde o meio de campo já na preparação para a Copa.

Por Lancenet

Uruguaio Suárez pega punição pesada e está fora da Copa do Mundo por mordida em italiano

Chiellini Suarez italia x uruguai (Foto: Reuters)

O excesso de vontade de Luis Suárez que o recolocou de volta aos gramados menos de um mês após operar o joelho tem lá seu preço. Nesse caso, nove jogos de suspensão, além de ser banido por quatro meses de qualquer atividade ligada ao futebol. Foi essa a punição da Fifa ao jogador uruguaio pela mordida no zagueiro italiano Chiellini, na vitória por 1 a 0 que classificou a Celeste para a segunda fase da Copa do Mundo. Com isso, ele não vai a campo no duelo contra a Colômbia, neste sábado (28), no Maracanã, pelas oitavas de final do Mundial.
O comitê decidiu que o jogador infringiu o artigo 48, parágrafo 1, e artigo 57, ato antidesportivo. Será suspenso nove jogos, a partir do jogo entre Uruguai e Colombia. O lance da mordida em Chiellini aconteceu aos 35 minutos do segundo tempo. Depois de cruzamento na área, Suárez fingiu que disputaria a bola com o zagueiro, mas mordeu o ombro esquerdo do italiano. O árbitro mexicano Marco Rodríguez nada viu e não puniu o uruguaio.
- Esse comportamento não pode ser tolerado em nenhuma competição, muito menos na Copa, com os olhos do mundo voltados para a competição - afirmou Claudio Susler, presidente do comitê disciplinar da Fifa.
De acordo com o jornal uruguaio "Ovación", a estratégia de defesa dos uruguaios baseou-se na argumentação de que não houve mordida, mas apenas um choque casual de jogo, sem poder precisar exatamente se no ombro, na nuca ou no pescoço do defensor italiano. Além disso, a defesa sugeriu que o defensor italiano já tinha uma lesão no ombro.Ainda segundo a publicação uruguaia, foram apresentados vídeos, fotos e textos jurídicos para defender o jogador, que ficou em Natal e não deu qualquer tipo de declaração. Já o diário “El Observador” informou que uma carta de 17 páginas foi apresentada ao tribunal.
Nada disso, porém, serviu para convencer o comitê formado por 19 integrantes, muitos deles de países sem grande tradição no futebol. O presidente é o suíço Claudio Susler, o vice é Kia Tong Lim, de Singapura. E os demais são de Venezuela, Paraguai, Congo, Estados Unidos, África do Sul, Argélia, Eslovênia, Irlanda do Norte, Tonga, Equador, Panamá, Ilhas Cayman, Ilhas Cook, Paquistão, Suécia e Austrália.
Essa não é a primeira vez que Luis Suárez está envolvido em um caso de mordida em um companheiro de profissão. Quando ainda jogava pelo Ajax, da Holanda, o uruguaio mordeu o atacante Bakkal, do PSV, em 2010. No ano passado, o jogador do Uruguai repetiu o ato jogando pelo Liverpool contra o zagueiro sérvio Ivanovic, do Chelsea. Por ser reincidente, pegou dez jogos de suspensão.


Por Globo Esporte

26/06/2014

Meia Santaluziense Túlio Marinho se apresenta hoje ao ABC de Natal

 Túlio Marinho (Foto:Facebook)
Mais um atleta de Santa Luzia se apresentará ao ABC de Natal, o meia Túlio Marinho já viajou para Natal e se apresentará ainda hoje.
Túlio vai fazer parte da equipe sub 19 do ABC que vai disputar o Campeonato Potiguar da categoria, quem já está também no sub 19 do ABC é o meia Aleff Deyvisson(Lafinha), inclusive estava de folga em Santa Luzia e viajou mais Túlio para Natal para se reapresentar ao Mais Querido do RN.
Túlio campeão pelo Sabugy em 2013
Túlio é atleta do Sabugy de Santa Luzia onde passou por todas as categorias de base do clube e conquistou alguns títulos e disputou a seletiva do ABC de Natal que foi realizado em Patos onde aprovado, e pelo potencial que tem deve lutar por uma vaga em breve na equipe principal do ABC.
O meia Túlio já esteve cotado mais para ir para a Ponte Preta de Campinas em 2013, quando o Sabugy disputou a Copa dos Municípios em Parelhas e ele foi o destaque da competição.

Portal Esporte São José do Sabugi

Veja os quatro jogos de hoje e classificação dos grupos G e H que definem os dois ultimos confrontos das oitavas da Copa do Mundo


A 1ª fase da Copa do Mundo 2014 se encerra hoje(26/06) teremos mais quatro jogos, sendo dois pelo Grupo G e dois pelo Grupo H,e serão definidos os últimos confrontos da oitavas de final, confira:

Em Brasília: Grupo G - 13:00 H: Portugal X Gana
Em Recife: Grupo G - 13:00 H: EUA X Alemanha
Em Curitiba: Grupo H - 17:00 H: Argélia X Rússia
Em São Paulo: Grupo H - 17:00 H: Coreia do Sul X Bélgica

Classificação do Grupo G:
1º Alemanha: 04 pontos
("+4" gol de saldo);
2º EUA: 04 pontos ("+1" gol de saldo);
3º Gana: 01 ponto ("-1" gol de saldo);
4º Portugal: 01 ponto
("-4" gol de saldo);

Classificação do Grupo H:
1º Belgica: 06 pontos;
2º Argélia: 03 pontos;
3º Rússia: 01 ponto
("-1" gol de saldo);
4º Córeia do Sul: 01 ponto("-2" gol de saldo);

Portal Esporte São José do Sabugi

Copa do Mundo 2014: França empata sem gols, tira Equador e avança às oitavas


Dizem que Irã e Nigéria (0 a 0) foi um jogo chato. Assim como Japão contra Grécia, que também não teve gols. Mas ambos em nada deveram para França e Equador, que fizeram partida modorrenta no Maracanã nesta quarta-feira: outro 0 a 0. Com um fator que piora a situação: o Equador jogava por uma vaga nas oitavas, nem assim conseguiu produzir algo de útil. Acabou eliminado. A França avança na liderança do Grupo E e encara a Nigéria nas oitavas de final.
Foi o pior jogo da França na Copa, após duas ótimas vitórias sobre Honduras (3 a 0) e Suíça (5 a 2). Com vários titulares poupados no primeiro tempo (Débuchy, Varane, Evra, Valbuena e Giroud), além de um suspenso (Cabaye), o time não mostrou a mesma força ofensiva anterior. O suficiente para garantir a viagem a Brasília, onde enfrentará a Nigéria no próximo sábado. Ao Equador, resta a viagem, curta, de volta para casa.

Fases do jogo: O Equador apostou todas suas fichas em contra-ataques. Com a Suíça derrotando Honduras no outro jogo da última rodada do Grupo E, restou ao time sul-americano derrotar a líder França. Mas só uma chance foi criada na tática escolhida pelos equatorianos: aos 8 minutos do segundo tempo, quando Noboa, sozinho, chutou torto. A França, por sua vez, jogou solta, sem responsabilidade - só seria eliminada em caso de goleada contra e com a Suíça também goleando na outra partida.
Como isso não ocorreu, o time jogou "com sono" a primeira etapa, e só cresceu no segundo, quando Antonio Valencia foi expulso, após acertar a sola da chuteira na perna de Digne - no lance, porém, foi o francês quem deu carrinho no equatoriano, dificultando que Valencia conseguisse desviar a perna. Mesmo assim o gol não saiu em nenhum dos lados. Melhor para a França - apesar de que seu poderio ofensivo pode passar a ser contestado.
O melhor: Dominguez - O goleiro equatoriano, inseguro nas rodadas iniciais, desta vez foi capaz de parar o ataque francês. Defesas de qualidade, apesar do jeito espalhafatoso, com destaque para a intervenção em chute a queima-roupa de Benzema, já no final do duelo.
O pior: Benzema - Candidato a artilheiro e a melhor jogador da primeira fase da Copa após dois jogos, Benzema sumiu na terceira rodada, mesmo sendo um dos poucos que não foram poupados pelo técnico Didier Deschamps. Além de chutes tortos, quando acertou foi parado por Dominguez.
Chave do jogo: A falta de vontade da França, desde o início com o resultado que precisava, com a falta de qualidade do Equador. O resultado? Um jogo fraquíssimo tecnicamente. Nem lances individuais surgiram - pelo contrário, os lances mais feios da partida surgiram em chutes tortos de Pogba e Benzema.
Toque dos técnicos: Tudo bem, o time havia acabado de perder o craque por expulsão, mas quando Reinaldo Rueda trocou o volante Montero pelo também volante Ibarra ficou claro que o Equador não tentaria nada de novo para conseguir a milagrosa vitória e a vaga. Toque, portanto, negativo.

Para lembrar:

A França não perde em Copas para uma seleção sul-americana há sete jogos: 0 a 0 com o Uruguai (2010), 1 a 0 no Brasil (2006), 0 a 0 com o Uruguai (2002), 3 a 0 no Brasil e 1 a 0 no Paraguai (1998), e 1 a 1 com o Brasil(1986) - além do duelo desta quarta. A última derrota foi para a Argentina, em 1978: 2 a 1.
O Equador segue com a Copa de 2006 como a que foi mais longe: naquela ocasião o time avançou até as oitavas de final, quando perdeu para a Inglaterra. em 2002 e em 2014, o time caiu na fase de grupos.
A seleção equatoriana também é a única sul-americana a cair na primeira fase. Brasil, Chile, Argentina, Uruguai e Colômbia estarão nas oitavas.

EQUADOR X FRANÇA

Data: 25 de junho de 2014
Horário: 17h00 (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Noumandiez Doue (CMA)
Assistentes: Songuifolo Yeo (CMA) e Jean Claude Birumushahu (CMA)
Cartões amarelos: Erazo, aos 38 min. do 2°t (EQU)
Cartões vermelhos: Antonio Valencia, aos 3 min. do 2°t (EQU)
EQUADOR: Dominguez; Paredes, Erazo, Guagua e Ayovi; Montero (Ibarra, aos 17 min. do 2°t), Noboa (Caicedo, aos 44 min. do 2°t), Minda e Antonio Valencia; Arroyo (Achilier, aos 36 min. do 2°t) e Enner Valencia
Técnico: Reinaldo Rueda
FRANÇA: Lloris; Sagna, Sakho (Varane, aos 15 min. do 2°t), Koscielny e Digne; Matuidi (Giroud, aos 21 min. do 2°t), Schneiderlin, Pogba e Sissoko; Griezzman (Rémy, aos 34 min do 2°t) e Benzema
Técnico: Didier Deschamps

UOL