11/01/2014

Fotos da entrega da premiação da 1ª Copa São José de Futsal, o Inter São Joseense foi campeão



Fotos da entrega da premiação da 1ª Copa São José de Futsal, o Inter São Joseense foi campeão, Vendedores vice, Atenda 3° colocado e Sport Clube São Joseense 4°.
 Secretária Charlene fazendo a abertura da entrega das premiações

Entrega dos trofeis e medalhas
 Vendedores - Vice campeão
 Inter São Joseense - Campeão
Jonatas(Inter) - Artilheiro
Danilo(Inter): Melhor goleiro

Entrega dos uniformes as equipes campeã, vice, 3° e 4° colocada, cada uma recebeu um uniforme completo
 Inter São Joseense - Campeão
Vendedores - Vice campeão
Atenda - 3° lugar
 Sport Clube São Joseense - 4° lugar


Postado por: João Henrique

Portal Esporte São José do Sabugi

Treze anuncia mais um volante para a temporada 2014



O jogador Glaydson de Almeida Simões, 30 anos é o novo volante do Treze Futebol Clube. Mineiro de Governador Valadares, foi campeão da Série C de 2011 pelo Joinville-SC e conseguiu acesso em duas participações no Chapecoense para a Série A e Joinville para Série B.

O atleta se apresentou na manhã deste sábado (11) e já participou de um treino físico junto aos demais jogadores do elenco. Glaydson acumula passagens ainda por São Bernardo-SP, CRB, Criciúma-SC, América de Natal, Oeste-SP e Democrata-MG.
A expectativa é que esse mais novo integrante some forças para a super temporada 2014, onde o Treze já tem participação confirmada em quatro competições: Copa no Nordeste, Campeonato Paraibano, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro Série C.
Fonte: Site do Treze 

Botafogo-PB anuncia contratação do atacante Cléo ex Treze




A diretoria do Botafogo anunciou, neste sábado (11), a contratação de mais um reforço para o setor ofensivo da equipe, que terá quatro competições em 2014. Trata-se do atacante Cléo, ex-América/RN.
O nome é conhecido dos que acompanham o futebol paraibano. Cléo Martins Costa atuou pelo Treze entre os anos de 2008 e 2011. Natural de Castanhal, no Pará, ele foi revelado pelo Sampaio Correia, em 2005, e tem no currículo times como Ceará e Fortaleza.
Cléo tem chegada prevista a João Pessoa para a próxima semana. Ele ficará à disposição do técnico Marcelo Vilar para as disputas da Copa do Nordeste, Campeonato Paraibano, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série C.
Ficha Técnica
Nome: Cléo Martins Costa
Data de Nascimento: 13 de março de 1983
Naturalidade: Castanhal-PA
Posição: Atacante
Altura: 159 cm
Peso: 60 kg

PB Esportes com Ascom

Sport campina fica sem técnico ás vesperas da estreia no paraibano



O presidente do Sport Campina, Jesimiel Ferreira, confirmou que Farges Ferraz não é mais o técnico do time. O treinador tinha assumido a equipe no dia 10 de dezembro.
O Carneiro faz sua estreia no Campeonato Paraibano 2014 na próxima segunda-feira (13), às 20h30, no estádio Amigão, diante da Queimadense, sob o comando do técnico interino Betão.

Fonte: PB Esportes 

CSP empata com Vila Nova-GO e encerra sua participação invicto na Copa São Paulo de Junior



O CSP pisou no gramado do Estádio Salvador Russani, em Atibaia, com esperança de se tornar o primeiro clube paraibano a passar de fase na história da Copa São Paulo de Juniores. A missão, no entanto, não era fácil: além de vencer o Vila Nova-GO, o Tigre ainda precisaria de um empate ou vitória do América-MG no segundo jogo da rodada dupla do Grupo P. E ainda assim, decidir a vaga no saldo de gols.
Mas os paraibanos não conseguiram nem fazer a sua parte. O empate sem gols na tarde deste sábado mandou o time de volta para João Pessoa com um retrospecto inusitado: empatou os três jogos que disputou em 0 a 0. Sai com a melhor defesa da competição, mas sabendo que a situação poderia ser diferente se o ataque tivesse funcionado.
Curiosamente, este é a segunda participação consecutiva que o CSP se despede invicto. A última vez que jogou a Copinha, em 2009, o time paraibano venceu um jogo e empatou outros dois, e também não conseguiu avançar de fase.
O Vila, por sua vez, não tinha mais chance de se classificar, e também se despediu sem vitórias, com dois empates e uma derrota.

Globoesporte.com 

Fotos da final da 1ª Copa São José de Futebol, Central campeão por WO



As primeiras fotos da cobertura do Portal Esporte São José do Sabugi da final da 1ª Copa São José de Futebol e em breve as fotos da entrega das premiações dos campeões de futsal e futebol, estamos editando e em breve serão publicadas.
O Vasco de Santarém não compareceu em campo para jogar e o Central foi campeão por WO, na entrega da premiação os atletas do Vasco compareceram para receber suas premiações, o goleiro Cimário falou e pediu desculpas por conta que o Vasco não compareceu para jogar e falou que não foi por culpa dos atletas e foi bastante aplaudido
O Central é tri campeão municipal:2006, 2007 e 2014.







Postado por: João Henrique

Portal Esporte São José do Sabugi 

Depois de nova vistoria, capacidade do PV aumenta para 6.855 torcedores



O Corpo de Bombeiros divulgou na manhã deste sábado, o laudo com a real capacidade do Estádio Presidente Vargas. O PV, que é de propriedade do Treze, vai poder comportar no máximo 6.855 torcedores. Apesar das ressalvas, a praça esportiva foi a primeira da Paraíba a ser liberada para sediar partidas oficiais neste ano.
De acordo com o capitão Alysson Figueredo, do Corpo de Bombeiros, o Presidente Vargas aumentou sua capacidade de público. É que na última vistoria realizada pelos Bombeiros, o estádio estava liberado apenas para 5 mil torcedores.
- Agora o estádio sofreu um aumento significativo na sua capacidade. O novo público é de 6.855 torcedores. E tudo isso aconteceu devido as adequações que foram feitas pela diretoria do Treze. Eles conseguiram solucionar os problemas de todas as ressalvas que foram solicitadas - declarou o capitão do Corpo de Bombeiros. 
Vistoria no Estádio Presidente Vargas, do Treze (Foto: João Brandão Neto / GloboEsporte.com/pb)Corpo de Bombeiros divulgou o laudo da última vistoria no PV neste sábado
(Foto: João Brandão Neto / GloboEsporte.com/PB)

Enquanto o laudo do PV era divulgado, o elenco do Treze seguia com a preparação da pré-temporada. Nesta manhã, no estádio do clube aconteceu o último treino da semana. Com o comando do preparador físico Serginho Brasília, o elenco fez um treino físico no gramado com duração de aproximadamente uma hora e meia. O grupo recebe folga neste domingo e só deve se reapresentar na segunda-feira pela manhã. 
A primeira competição do Treze em 2014 será a Copa do Nordeste. O Galo estreia fora de casa no dia 17 de janeiro, diante do Potiguar do Mossoró. Ainda estão no grupo destas duas equipes: CRB e Ceará.

Globoesporte.com/PB 

Atletas Indisponíveis: Por falta de regularização Sport Campina começa Paraibano improvisando posições



Depois de ter sido adiado por mais uma semana, enfim o Campeonato Paraibano começará no próximo domingo (12). Mesmo com o prazo esticado ao máximo, não foi suficiente para a regularização de todos os atletas do Sport Campina.
O clube ainda está recebendo jogadores de última hora, sendo assim, o técnico Farges Ferraz não poderá contar com algumas peças de seu elenco devido às regularizações. Na tarde desta sexta-feira, o grande desafio era nomear jogadores que assumissem as posições de alas direito e esquerdo que até o momento encontravam-se "desocupadas".
De acordo com o comandante, a dúvida era colocar os volantes Fernando ou Buchecha pela direita, já para ala esquerda a complicação seguia maior. “A esquerda é o meu maior desafio, vou analisar durante o treino é algo que realmente vem tirando meu sono, mas até o final desta tarde teremos os atletas substitutos”, afirmou.

Técnico Farges Ferraz
Depois de uma longa conversa de incentivo por parte da comissão técnica com os atletas e uma palavra e desabafo e motivação do Capitão da equipe, o treino especifico começou e teve o rendimento positivo, ao final, os nomes foram divulgados: Kenedy assumiu a lateral direita em lugar de Pierre enquanto Zinha ficou responsável pela esquerda em lugar de Dudu.

Atletas Kenedy e Zinha
“Não vai ser fácil ir para um jogo de estreia sem duas peças importantes que são os dois laterais, praticamente eu vou jogar com quatro zagueiros, vou fazer uma linha de quatro pra soltar o restante da equipe e ver o que vamos conseguir neste jogo”. Acrescentou
O auxiliar técnico Betão realizou trabalhos de toque de bola e marcação, enquanto o preparador de goleiros Mailton, treinou os arqueiros separadamente. A equipe fará um coletivo na manhã deste sábado em um campo no bairro do Jardim Paulistano e terá folga à tarde, no domingo pela manhã apenas recreação e depois toda a equipe entra em regime de concentração.
O primeiro confronto será diante da Queimadense na segunda-feira, a partir das 20h30, no estádio Amigão.
 Agora Esportes

Intermediação do prefeito Romero viabiliza novo patrocínio para Treze e Campinense


                              Foto: Codecom/CG
O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, anunciou na manhã desta sexta-feira, 10, que os dois principais times de futebol da cidade – Treze e Campinense – passarão a contar com mais um patrocinador: a empresa Carajás.
Segundo ele, o governo municipal intermediou os contatos e negociações para viabilizar mais esta importante parceira em benefício do esporte campinense.

Ficou estabelecido, durante reunião de trabalho com representantes dos dois clubes e diretores da empresa Carajás, realizada no IPSEM, que Galo e Raposa vão receber, mensalmente, durante seis meses, recursos de R$ 40 mil, sendo R$ 20 mil para cada equipe.
Na visão do prefeito, isto representa mais um incentivo para os clubes nas disputas do campeonato paraibano e outras importantes competições regionais e até nacionais. O contrato de apoio deverá ser renovado a cada seis meses.

Além do prefeito Romero Rodrigues, participaram da reunião os dirigentes da Carajás, os empresários Abílio Mendonça e Alex Mendonça; presidente do Campinense Clube, William Simões; representante do Treze Futebol Clube, João Targino; secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Gustavo Ribeiro; secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Alberto Leite; e o coordenador de Desenvolvimento Local, Dunga Júnior.


De acordo com os diretores da Carajás, a empresa reconhece a importância econômica da cidade, além de ter consciência da importância dos times de Treze e Campinense no contexto futebolístico regional.
“Sabemos da paixão dos campinenses pelos dois clubes e aqui vamos oferecer o nosso apoio ao desporto profissional da cidade, contribuindo para o sucesso do futebol local”, garantiram.

A PMCG já oferece aos dois clubes, mensalmente, um aporte financeiro de R$ 50 mil para cada equipe, mas, na visão do prefeito Romero Rodrigues, o novo patrocinador vem oferecer uma importante contribuição para o futebol serrano.
“Em verdade, a ajuda é fantástica, mesmo porque a Carajás não está gastando, mas fazendo um importante investimento. A cidade vai reconhecer e retribuir. Por isso, agradeço em nome da cidade por mais este apoio ao futebol local”, afirmou.


Codecom/CG
EsportesPB

Planejando voltar a 2ª divisão do paraibano, Perilima joga neste sábado no campo do Paulistano




A Desportiva Perilima, que planeja disputar a Segunda Divisão do Campeonato Paraibano 2014, já voltou às atividades e regularmente vem jogando de forma amistosa aos sábados a tarde.

O local é sempre o campo do Paulistano, em Campina Grande, começando às 15h:45min. A intenção de Pedro das Sordas é ir formando um grupo forte e para isto quer contar com o tempo e assim descobrir bons atletas na região.

Betão comanda a parte técnica e aguarda a volta de alguns atletas já bem conhecidos, como Nego Pai e Daniel para começar trabalhos de forma mais profissional. Enquanto isto não acontece, os amistosos do sábado estão garantidos contra equipes amadoras dos bairros campinenses.

Neste sábado é a vez da equipe de seu Pedro duelar com um combinado do Tambor. Quem tiver interesse em jogar pela Perilima deve procurar Betão e Pedro das Sordas no Paulistano, a partir das 15h, aos sábados.
Agora Esportes 

Advogada de Hulk rebate construtora e diz que atleta honrou pagamentos


Hulk, atacante, em Campina Grande (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com/pb)Hulk, atacante, em Campina Grande (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com/pb)
A advogada Marisa Alija, que defende o atacante paraibano Hulk (do Zenit e da Seleção Brasileira), rebateu na noite desta sexta-feira todas as acusações feitas pelo advogado Paulo de Tarso, que representa os donos da empresa RLins Construções, Serviços e Locações numa ação que cobra do atleta um montante que gira em torno de R$ 1,2 milhão. A jurista disse que as declarações “não correspondem à verdade dos fatos” e que o jogador tem todos os documentos que comprovam que a quebra de acordo no contrato firmado entre as partes partiu da construtora, e não do jogador.
Segundo Marisa, o jogador paraibano de fato contratou a RLins para realizar obras na área do novo centro de treinamento que ele pretendia construir em Campina Grande, sua terra natal. Mas que ao contrário do que o advogado de acusação falou, Hulk vinha cumprindo rigorosamente o pagamento de todas as parcelas previstas nos termos do contrato. Pagamentos estes que só foram interrompidos quando ficou claro que a construtora não estava honrando sua parte no acordo.  
 - O fato é que a construtora recebia os pagamentos de Hulk, mas não repassava os salários a seus funcionários. Estes acabaram entrando em greve e a obra parou. Foi a construtora que não cumpriu o que prometeu. Hulk pagou o valor equivalente a 60% da obra, mas a construtora não realizou nem mesmo 20% dela. Temos todos os recibos que comprovam isto. Mas quando ele percebeu esta discrepância, interrompeu os pagamentos para avaliar o que estava de fato acontecendo – declarou a advogada.
Hulk pagou o valor equivalente a 60% da obra, mas a construtora não realizou nem mesmo 20% dela"
Marisa Alija, advogada
 Ela pondera ainda que o jogador chegou a pagar do próprio bolso, por fora do que estava acordado em contrato, salários dos funcionários da obra, mas que nem isto foi suficiente para solucionar o impasse.
- A construtora também não pagou a fornecedores. E por mais que a obra tivesse sido encomendada para a construtora todo mundo na cidade sabe que ali seria o CT do Hulk. Muitos, portanto, ligam a obra diretamente ao jogador. E é por isto que até hoje a gente recebe cobranças. Pessoas querendo receber de Hulk por uma dívida que é da construtora – explicou.
Marisa Alija disse, por fim, que o jogador está tranquilo e completamente embasado judicialmente. E que ele tem como comprovar a verdade dos fatos.
- Vamos resolver isto judicialmente – finalizou.
Entenda o caso
O processo de número 0028296-54.2013.815.0011 está tramitando na 3ª Vara Cível de Campina Grande. Nele, a RLins Construções, Serviços e Locações alega que gastou R$ 1,5 milhão para realizar a primeira e a segunda etapas da obra de construção do centro de treinamento de Hulk e também a reforma de cinco casas que seriam de irmãs do jogador.
Com relação ao CT, a empresa alega que precisou custear toda a parte de dinamitação para destruir umas pedras grandes que existiam no local; os trabalhos de aterragem de uma pequena barragem que existia na área; e a intervenção para tornar plano todo a terreno. E que além dos gastos com a obra em si, a empresa precisou custear também os serviços de topografia e os alvarás emitidos pelos órgãos ambientais, autorizando os trabalhos.
Por fim, a parte autora da ação diz que do montante total gasto, recebeu do jogador apenas R$ 300 mil. O valor de R$ 1,2 milhão, portanto, seria a diferença entre o que foi gasto e o que foi recebido. Na ação, inclusive, a parte pede que a Justiça indique um engenheiro do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura para que ele possa atestar os valores investidos na área do CT.

Globoesporte.com/PB 

Com liminar da Justiça de SP, Portuguesa 'permanece' no Brasileirão Série A em 2014


Torcedores da Portuguesa se manifestam em frente ao STJD
Torcedores da Portuguesa se manifestam em frente ao STJD / Crédito: Wagner Meier/ Agif/Gazeta Press

A Justiça reconhece a ação movida pelo torcedor e advogado, Daniel Neves, na 42ª vara cível de São Paulo, contra a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por conta do 'rebaixamento' no tapetão no chamado caso 'Héverton'. 
O juiz Marcello do Amaral Perrino, que já havia 'obrigado' a CBF a devolver os quatro pontos ao Flamengo, concedeu a liminar e a decisão foi publicada no site do Tribunal de Justiça de São Paulo. Com isso, o Fluminense volta a cair para a série B, até que uma nova ação seja julgada. 
Apesar o resultado, a CBF é contrária a decisão e publicou uma nota em seu oficial na qual 12 torcedores tiveram suas ações extintas. 
Confira o trecho da nota:
"Para conhecimento, relaciona-se abaixo uma série de ações propostas contra a CBF e o STJD, muitas das quais julgadas extintas sumariamente, por indeferimento da inicial, ilegitimidade ativa da parte autora (CPC – art.6º) e por falta de interesse processual (CPC art.3º).
A decisão do primeiro feito relacionado abaixo, que tem como autor Manuel Novaes de Macedo, é relevante, pois demonstra que, se observadas as regras da  Hermenêutica Jurídica, não se verifica nenhuma incompatibilidade entre o art. 35 do Estatuto do Torcedor e o art. 133 do CBJD. Portanto, inexistem as alardeadas hierarquia e sobrepujança entre os dois citados dispositivos, que coexistem e estão plenamente em vigor, o que também se pode depreender pela simples leitura do art.50 da Lei nº 9.615/98, norma legal que atribui ao CBJD a definição da organização, do funcionamento e das atribuições da Justiça Desportiva.
Processo 0000031-11.2014.8.26.0008
Autor: Manuel Novaes de Macedo
Réu: Confederação Brasileira de Futebol
Vistos. Indefiro a antecipação da tutela. Em tese, o Estatuto do Torcedor e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva regulam relações jurídicas diversas. Com efeito, o primeiro disciplina os direitos do torcedor e o segundo regula a Justiça Desportiva e os procedimentos a ela inerentes. Não há portanto, em princípio, hierarquia entre estas duas normas que justifique a declaração de ilegalidade da segunda com fundamento na primeira. Há ainda que se considerar que o clube para o qual o autor torce estava devidamente representado na sessão de julgamento em que foi proferida a decisão de punição do atleta envolvido. Logo, em tese, não há verossimilhança na alegação do autor que justifique a antecipação dos efeitos da tutela. Considerando-se a improbabilidade de acordo e que a causa refere-se exclusivamente a matéria de direito, dispenso a realização de audiências de conciliação e de instrução e julgamento. Cite-se e intime-se a ré para que apresente contestação, no prazo de 15 dias. Após, tornem conclusos."

Redação Placar 

1ª Copa São José de Futebol: Vasco de Santarém não vai a campo e Central do Riacho da Serra é campeão por WO



A final da 1ª Copa São José de Futebol estava marcada para acontecer hoje, más não houve jogo, o Vasco de Santarém alegando que tinha jogadores suficientes não foi a campo e o Central do Riacho da Serra foi campeão por WO.
A premiação dos campeões da Copa de Futsal e Futebol será entregue logo mais ás 19:30 horas em frente a Lanchonete Heldão Lanches e logo após festa com Jotinha Nery Shou.
Amanhã a matéria completa com todos os detalhes.

Postado por: João Henrique

Portal Esporte São José do Sabugi

10/01/2014

Conheça a história da Tombense-MG, adversário do Treze na Copa do Brasil



O início 1914:
O clube se formou gradativamente por iniciativa de garotos de 13 a 14 anos em 07 Setembro de 1914.
A liderança foi do pai de um deles, senhor VIEIRA, homem querido e respeitado na vila, considerado por todos como o verdadeiro e responsável fundador do TOMBENSE FUTEBOL CLUBE.  Esse é o pano de fundo para o surgimento do time das cores alvirrubras da nossa pequena e pacata cidade de uma torcida apaixonada e fiel, por Clube que sempre priorizou a seriedade de investir sempre em novos talentos.
Na era do amadorismo do futebol o Tombense brilhou ao conquistar o campeonato da zona da mata mineira no ano de 1935, contra o Tupi de Juiz de Fora, em jogo final realizado em Carangola, cidade vizinha de Tombos.
Muitos atletas da época se profissionalizaram jogando em grandes clubes Brasileiros.
Craques do Tombense no Futebol Profissional:
Jônatas: (1954) – Madureira-RJ
Joubert Meira: (1954 a 1964) – Jogador e treinador do Flamengo. Lançou Zico no time titular.
Pedrinho: (1957): Comercial de Ribeirão Preto-SP
Carivaldo (1959): Goleiro do Valério Doce e Seleção Mineira.
Milton Bororó: (1958/59): Ponta direita do Flamengo do treinador Freitas Solich.
Telmo: (1958/59/60): Goitacás de Campos e América carioca.
Fábio Medeiros: (1960 a 66) – Atlético, Cruzeiro, São Paulo, Náutico, Seleções Mineira (inauguração do Mineirão 65) e Brasileira 66 (defendeu o primeiro pênalti no Mineirão, no amistoso Brasil 1×0 País de Gales).
Dinar: (1960 a 63)- E.C. Siderúrgica, Democrata E.C. e Atlético Mineiro, da famosa dupla “Dinar e Fifi”.
Joelcio: (1961 a 64) – Irmão de Joubert Meira. Jogou por vários clubes do Brasil como: Vasco, Flamengo, Atlético Mineiro e Náutico de Recife.
Aercio: (1964) – Acesita, Democrata de Gov. Valadares, Ribeiro Junqueira (Leopoldina) e Manufatura de Cataguases.
Adãozinho: (1966) – Jogou no Flamengo, autor do gol que deu o título da Taça Guanabara contra o Fluminense.
Ademir Lobo: (1976) – Botafogo Futebol e Regatas
Jailton: (19 ) – Clube Atlético Mineiro e Americano de Campos.
Xexéu: (19 )- Clube Olímpico de Belo Horizonte (Futebol de Salão) e Tupi de Juiz de Fora,Volta Redonda etc…
Lane Gaviolle:Atleta Profissional: (1976 à 1985) Vasco da Gama e Tupi de Juiz de Fora, Volta Redonda, Ipiranga de Manhuaçu, etc….. (Atual Presidente do Tombense Futebol Clube)
Luiz Cláudio- (1986)- Atlético Mineiro
Leandro Gaviolle: Atleta Profissional: (1995 à 2008) – Cruzeiro Esporte Clube, Paraná Clube, Fortaleza, Atlético Mineiro , etc… (Atual Diretor de Futebol do Tombense Futebol Clube)
O PROFISSIOLALISMO
O Tombense só começou a aparecer no cenário estadual na década de 2000, Reformou seu campo, construiu uma concentração, montou times em diversas categorias e passou a disputar o Campeonato Mineiro de Profissionais.

Títulos:
Campeão da “Zona da Mata” em 1935
Campeão Mineiro da Segunda Divisão em 2002 e 2006
Vice campeão da segundona em 2009
Vice-Campeão Mineiro Modulo II em 2012
Foi incluído na “Elite do Futebol Mineiro” em 2012
Disputará a Primeira Divisão em 2013
Estádio:
Antonio Guimarães de Almeida
Capacidade: 5.000 torcedores, todo reformado com irrigação eletrônica com sistema moderno de drenagem, troca do gramado e construção de novas arquibancadas, camarotes e cabines rádio.
JOGADORES REVELADOS NA BASE DO CLUBE
Leonardo Moura – ex Flamengo
Victor Simões – Botafogo
Andre Lima – Botafogo
Cicero – Fluminense
Elias – São Paulo
Renatinho – Ponte Preta
Bruno – Goleiro do Flamengo
SOBRE O MASCOTE DO CLUBE
No caso do Tombense, a ave que deverá representar o nosso clube – e como deverá ser “batizado” pela imprensa esportiva – é o “GAVIÃO CARCARÁ” ou simplesmente “CARCARÁ”, como já é falado pelos nossos torcedores em Tombos há muito tempo.
Essa nomenclatura é devido a um fato bem esportivo. Antigamente, até quando o Tombense completou meio século de atividade esportiva (1964), o nosso campo era muito caído, com um desnível de gol para gol de mais ou menos quatro metros. Assim sendo, era costume do time da casa, ou seja, o Tombense, procurar sempre atacar para o “lado de cima” no primeiro tempo do jogo. Logicamente, no segundo tempo, que geralmente é o mais disputado, o Tombense atacava para o “lado de baixo” (“pra baixo” como se dizia) e os jogadores do Tombense levavam essa vantagem do desnível do campo no final do jogo, quando é o momento mais decisivo da partida.
Então, um torcedor teve a inspiração de dizer que quando o Tombense jogava “pra baixo” atacava o adversário da mesma maneira como o Carcará descia velozmente do alto para atacar sua presa no chão, sempre conseguindo um bom resultado. Assim, o time do Tombense parecia com o Gavião Carcará que ficava voando lá em cima, mas quando chegava na hora decisiva, dava um mergulho para baixo voando com muita velocidade, surpreendendo a presa que era logo dominada, morta e devorada, para alegria e proveito do Gavião. Assim, o Tombense quase sempre acabava ganhando o jogo no segundo tempo, atacando “pra baixo” com toda velocidade e força, valendo-se da vantagem do desnível do campo em seu favor.
Daí passou o Tombense a ser comparado com o “Gavião Carcará”, ou simplesmente, como “Carcará”, como pedimos que vocês o “batizem” com este nome na divulgação esportiva.
Atenciosamente e desde já grato, esperamos vocês da imprensa esportiva para virem a Tombos assistir nossos jogos e conhecer nossa bela cachoeira.
Fonte: Site da Tombense 

Auto Esporte é goleado pelos japoneses do Kashiwa Reisol e dar adeus a Copa São Paulo de Juniors



Na abertura da terceira rodada do Grupo W da Copa São Paulo de Futebol Junior, nesta quinta-feira, na Arena Barueri, o Kashiwa Reysol não teve muito trabalho para vencer o Auto Esporte, da Paraíba, por 5 a 1. O resultado levou o time japonês aos sete pontos e colocou pressão no São Paulo, que precisava vencer o Barueri no jogo de fundo para confirmar sua vaga na próxima fase da competição - o Tricolor sofreu, mas venceu e garantiu classificação por ter melhor saldo de gols do que o Kashiwa (sete contra cinco).
Mas os japoneses ainda podem se classificar como um dos seis melhores segundos colocados. Clique aqui e veja a tabela da Copinha.
copinha - Kashiwa comemora contra o Auto Esporte (Foto: Marcos Bezerra/Agência Estado)Jogadores do Kashiwa comemoram gol contra o Auto Esporte (Foto: Marcos Bezerra/Agência Estado)
Precisando de um resultado positivo para continuar com chances de avançar no torneio, o Kashiwa entrou em campo com o apoio da arquibancadas. Aos gritos de olé, com incentivo total da arquibancada, os japoneses nem se assustaram com a grande chance desperdiçada por Cruz, logo aos três minutos de jogo - o lateral invadiu a grande área e bateu por cima.
Com um estilo calmo e de toque de bola, o Kashiwa manteve a tranquilidade e não demorou para abrir o marcador. Aos 13, Nakatami aproveitou escanteio da esquerda e cabeceou sem chance para Jan. Quando a torcida ainda festejava, a equipe ampliou o marcador com Hoshima, aos 18, em cobrança de pênalti. Antes do intervalo, os japoneses ampliaram com um lindo gol. Após troca de passes envolvente, Kobayashi pegou de primeira e mandou para o fundo do gol: 3 a 0.
Empolgado com a possibilidade de classificação, o Kashiwa se manteve no campo de ataque no inicio do segundo tempo. Um contra-ataque, porém, permitiu ao Auto Esporte diminuir a vantagem. Cruz apareceu livre na direita e tocou na saída do goleiro japonês. A alegria dos paraibanos demorou poucos minutos. Na jogada seguinte, Nakayama recebeu na esquerda e bateu cruzado para ampliar. Depois, Aizu desviou finalização de Hoshima e deu números finais ao marcador.

Globoesporte.com/PB 

No Pará, primeiro clube indígena na elite de um estadual vive a expectativa da estreia



Uma pergunta simples, dez segundos de cabeça baixa e um mar de lembranças. Quando questionado sobre a sensação de presidir o primeiro clube indígena do Brasil a disputar a primeira divisão de um campeonato estadual, o cacique Zeca Gavião, presidente do Gavião Kyikatejê, não escondeu as lágrimas e revelou que o caminho percorrido desde 2009 foi árduo, mas com o final feliz que ele planejou.

Zeca disse que seu único objetivo era promover a inclusão social pela prática do esporte, fazendo com que o povo da tribo Kyikatejê – distante cerca de 580 quilômetros de Belém – tivesse a mesma oportunidade de participar de projetos e iniciativas antes destinadas, ou pensadas, somente para outro público. O objetivo foi alcançado através do futebol, e agora ele quer ir mais longe. O presidente projetou uma campanha digna na edição 2014 do Campeonato Paraense (assista ao vídeo acima).

– Sei que não foi fácil chegar aonde chegamos por tudo que nós passamos. Queríamos realmente mostrar a inclusão social. Muitas vezes as pessoas falam em inclusão social, mas poder alcançá-la é uma dificuldade muito grande. E nós conseguimos alcançar esse objetivo. Agora vamos para mais uma batalha no campeonato, vamos fazer bonito – reiterou o presidente do Gavião, em entrevista ao repórter André Laurent, da TV Liberal.
Tribo Kyikatejê (Foto: Andre Laurent/TV Liberal)Pórtico de entrada da Tribo Kyikatejê, onde fica o centro de treinamento do Gavião (Foto: André Laurent/TV Liberal)


 Quando fui contratado, pensei que encontraria algo mais simples, mas cheguei e vi o pessoal bem atualizado, inclusive acessando a internet. Todo mundo aqui é muito acolhedor"
Peri, atacante do Gavião
Para chegar até a primeira divisão do Paraense, o elenco do Gavião sofreu reformulações. Hoje ele conta com 28 jogadores, e quatro ainda são de origem indígena, sendo que dois, titulares absolutos. Além do meio-campo Watiwai, o técnico Vitor Jaime tem Aru no ataque, artilheiro de porte físico avantajado. Somente nas fases preliminares do estadual, o jogador assinalou oito gols.
– Vou jogar pintado na estreia do campeonato (contra o Paysandu, no próximo domingo, dia 12). Vou usar o preto de guerra e o vermelho de força e vontade – revelou Paulo Aritana Sompre, o Aru.

Tecnologia e costumes indígenas 

Para os demais jogadores do elenco, a experiência, além de nova, tem sido surpreendente. Aos 30 anos, Peri já rodou por times como Paysandu, Boa Esporte, Campinense e Paulista, mas se mostrou surpreso com o que viu ao chegar a Bom Jesus do Tocantins, local da tribo-sede do Gavião. A tecnologia também é uma realidade por lá, bem como a prática de novos costumes.

Aru, atacante do Gavião Kyikatejê (Foto: Marcelo Seabra/O Liberal) 
Aru em ação pelo Gavião durante a segundinha (Foto: Marcelo Seabra/O Liberal)
– Quando fui contratado, pensei que encontraria algo mais simples, mas cheguei e vi o pessoal bem atualizado, inclusive acessando a internet. Todo mundo aqui é muito acolhedor. Já entrei no clima, e vamos buscar os resultados no Campeonato Paraense.
O zagueiro Max Melo disse que já começou a adotar alguns aspectos culturais dos índios.
 – Já fui caçar algumas vezes. É bom e ajuda a relaxar. E ainda nos deixa bem fisicamente – garantiu o defensor.

Gavião e Payandu se enfrentam no próximo domingo, pela abertura do Campeonato Paraense 2014. A partida será no Estádio da Curuzu, às 16h. Para este jogo, a diretoria do time de índios promete uma grande festa, com o hino nacional cantado na “língua G” e apresentação de danças e costumes indígenas.  


Com informações do repórter André Laurent, da TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Pará

Justiça de São Paulo manda CBF devolver quatro pontos ao Flamengo



Saiu uma liminar na 42a. Vara Cível de São Paulo que obriga a CBF a devolver quatro pontos ao Flamengo no Campeonato Brasileiro de 2013. O fundamento é o mesmo das ações de torcedores da Portuguesa e do inquérito aberto pelo Ministério Público de São Paulo: desrespeito ao Estatuto do Torcedor, que obriga a CBF e o STJD a publicar suas decisões - como a suspensão de atletas.

A ação foi movida pelo advogado Luiz Paulo Pieruccetti Marques, sócio do Flamengo. Marques já defendeu o clube em caso envolvendo o jogador Felipe Melo, em 2008. Tal relação não configura nenhum impedimento no caso sobre a perda de pontos no Brasileiro de 2013.

- Efetivamente, a data da publicidade da referida decisão [suspensão de André Santos] se deu em momento posterior ao jogo contra o Cruzeiro, conforme demonstrado [...], de firma que o referido atleta estava em condições regulares para participar da partida da "entrega das faixas" - diz o texto da decisão.

O juiz Marcello do Amaral Perino aceitou a argumentação do advogado, segundo a qual o eventual rebaixamento do Flamengo causaria "dano irreparável" ao clube. A decisão diz ainda que "se mostra viável a modificação pelo Poder Judiciário da decisão que atingiu a Portuguesa de Desportos".

- Suspender os efeitos da decisão proferida pelo STJD em relação ao Clube de Regatas do Flamengo, com o restabelecimento dos quatro pontos que lhe foram retirados quando do debatido julgamento realizado em 27 de dezembro do ano passado.

Na prática, tal decisão não afeta a classificação do Campeonato Brasileiro. Mas abre um precedente para que a Portuguesa também recupere os quatro pontos tirados pelo STJD. Aí, sim, poderia haver alguma mudança na classificação. 

O Fluminense, que em tese seria o maior prejudicado por essas decisões, não quis comentar o caso. O Flamengo publicou uma nota:

- O Flamengo agradece ao torcedor, reforçando apenas que nada tem a ver com essa ação jurídica, mas que o resultado corrobora a decisão acertada da escalação do lateral-esquerdo André Santos.

Globoesporte.com 

CBF sorteia confrontos da 1ª fase da Copa do Brasil, Treze enfrenta o Tombense-MG e Botafogo-PB o Goiás, confira!



A CBF realizou nesta sexta-feira (10) o sorteio da Copa do Brasil, definindo os confrontos da primeira fase da competição, ainda sem a participação dos seis clubes que disputam a Copa Libertadores de 2014: Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo, Cruzeiro, Flamengo e Grêmio.
80 clubes entraram no sorteio para os 40 jogos da primeira fase, e os desdobramentos da segunda e terceira fase, que definirão os 10 clubes classificados para as oitavas de final.
Os 40 cabeças-de-chave foram sorteados inicialmente em cinco grupos de 10, de acordo com seu ranqueamento. Esses times apareceram no sorteio apenas para definir suas posições no diagrama de jogos, para saberem quais os possíveis rivais até a fase oitavas de final. Nessa fase do sorteio, definiu-se, por exemplo, que o Corinthians poderá enfrentar o Bahia nas próximas fases da competição, enquanto, o Palmeiras poderá enfrentar o Sampaio Corrêa-MA o Avaí. O Santos, por sua vez, poderá enfrentar o Brasiliense, enquanto o Vasco poderá ter a Ponte Preta no meio do caminho
Já a primeira fase ficou definida na sequência, com os duelos dos grandes clubes definidos no final. Com isso, definiu-se que o Palmeiras viajará à região Norte para enfrentar o Vilhena-RO, enquanto o Internacional viajará ao Pará para jogar contra o Remo.
O Vasco viajará pouco, enfrentando o vizinho Resende. Corinthians, São Paulo e Bahia vão à região Nordeste, para encararem Bahia de Feira-BA, CSA-AL e Horizonte. O Santos, por sua vez, viaja ao Centro-Oeste, para encarar o Mixto-MT.
Confira os 40 jogos da primeira fase da Copa do Brasil
Juzeiro-BA x Tupi-MA
Cuiabá-MT x Barbalha-CE
Caldense-MG x Duque de Caxias-RJ
Interporto-TO x Sampaio Corrêa-MA
Lagarto-SE x Santa Cruz-PE
Novo Hamburgo-RS x Joinville-SC
Princesa do Solimões-AM x Brasiliense-DF
Rondonópolis-MT x CRB-AL
São Luiz-RS x Nacional-AM
Tombense-MG x Treze-PB
Maranhão-MA x Paysandu-PA
Paragominas-PA x ASA-AL
Goianésia-GO x Grêmio Barueri-SP
Lajeadense-RS x Bragantino-SP
São Bernardo-SP x Paraná
Santos-AP x América-MG
Boavista-RJ x América-RN
Rio Branco-AC ou Real Noroeste-ES x Chapecoense-SC
Desportiva-ES x ABC-RN
Santa Rita-AL x Guarani-SP
Naviraiense-MS x Avaí
Brasília-DF x Sport
Plácido de Castro-AC x Figueirense
Londrina-PR x Criciúma
Náutico-RR x Ponte Preta
Villa Nova-MG x Bahia
Flamengo-PI x Atlético-GO
Potiguar-RN x Portuguesa-SP
Parnahyba-PI x Ceará
Sergipe x Náutico
Horizonte-CE x Fluminense
Remo-PA x Internacional
Mixto-MT x Santos
CSA-AL x São Paulo
Botafogo-PB x Goiás
J. Malucelli-PR x Vitória
CENE-MS x Coritiba
Vilhena-RO x Palmeiras
Bahia de Feira-BA x Corinthians
Resende-RJ x Vasco

Redação Placar 

Treze joga melhor, más empata sem gols com o CSA no PV



Jogando em casa, diante da torcida, o galo recebeu o CSA de Alagoas na noite desta quinta-feira (9),  jogando amistosamente, no Presidente Vargas. Em partida bastante disputada o Treze se mostrou mais ofensivo, porém ficou no 0x0. Este amistoso marcou o primeiro jogo do Galo, no Presidente Vargas , este ano, após a revitalização do gramado.
No primeiro tempo o Treze chegou bem perto de abrir o placar mandando duas bolas na trave. No primeiro lance Tiago Souza recebeu na área e de cabeça mandou na trave esquerda, deixando o goleiro adversário sem reação. Já a segunda bola na trave veio na cobrança de falta de Clebson, que fez a torcida vibrar.
Na volta para o segundo tempo, uma única alteração: Saiu o goleiro Éder e entrou o Gilson. Ao longo da segunda etapa foram feitas mais seis alterações e o Treze continuou tentando marcas o gol, mas o placar não saiu do 0x0. Apesar do empate sem gols, o técnico Leandro Campos mostrou-se satisfeito com o desempenho da equipe.
“Nosso time tomou conta do jogo inteiro e tanto o Éder quanto o Gilson não tiveram dificuldades. Isso mostra que o Treze consegue ser ofensivo, na busca do gol, mas evita dar espaço ao adversário”, disse ele.
O elenco se reapresenta na tarde desta sexta-feira (10) para treino regenerativo, às 15h, em local  à definir.  
TREZE: Éder (Gilson), Birungueta (Everdan), Negretti, Douglas, Leanderson (Lídio), Téssio (Wesley Bigu), Escobar, Davi Ceará (Felipe Alemão), Jailson (Jan), Clebson e Tiago Souza
PÚBLICO E RENDA
PÚBLICO PAGANTE: 1.748
PÚBLICO NÃO PAGANTE: 87
RENDA DO JOGO: R$25.610,00

Fonte: Site do Treze 

Botafogo-RJ assina contrato de patrocínio com a TelexFree



Botafogo exibe camisa com o logo da Telexfree durante anúncio de patrocínio no CT João Saldanha, no Rio de Janeiro
Botafogo exibe camisa com o logo da TelexFree durante anúncio de patrocínio no Rio (Vitor Silva/SSPress)
A empresa TelexFree, investigada no Brasil por comandar um esquema bilionário de pirâmide financeira, fechou parceria nesta quinta-feira com o clube Botafogo, do Rio de Janeiro. O contrato foi firmado pela subsidiária americana da TelexFree, tendo em vista que, no Brasil, a empresa teve suas operações bloqueadas pela Justiça, assim como todo o seu patrimônio e o de seus sócios. Desde então, a companhia vem angariando brasileiros para colocar dinheiro em suas subsidiárias estrangeiras, sobretudo na América Latina (Bolívia e Paraguai), Estados Unidos, e até no Japão.
A marca da empresa estará estampada na parte inferior da camisa do time, abaixo da Guaraviton, patrocinadora principal. A entrada da TelexFree ocorreu logo após a Havoline não renovar o contrato. Participaram do anúncio o diretor-executivo do clube, Sergio Landau, o diretor de Marketing Ayrton Mandarino, o presidente da TelexFree Internacional James Merrill e o tesoureiro da empresa, Carlos Wanzeler. O valor do patrocínio não foi divulgado mas, segundo os diretores, o dinheiro virá da empresa americana, que não teve sua operação bloqueada.
Segundo Landau, a escolha da parceria se deu devido à "abrangência" da TelexFree no mercado internacional. "Estamos namorando o mercado americano há um tempo e a TelexFree pode nos ajudar a nos aproximarmos. Se olharem a base internacional da empresa, podem imaginar onde o Botafogo chegará", afirmou o executivo, segundo nota publicada no site do clube alvinegro.
Durante o anúncio, o diretor do Botafogo não quis se manifestar sobre os problemas da empresa com a Justiça brasileira e afirmou que o acordo com a TelexFree já estava fechado no final de dezembro.
Investigação — A operação da TelexFree no Brasil foi bloqueada em junho do ano passado, após uma força-tarefa de Ministérios Públicos apurar irregularidades em inúmeras empresas que praticam o chamado "marketing multinível", que consiste na remuneração dos vendedores com base não só na venda direta de produtos, mas também na quantidade de novos vendedores que conseguem trazer para a empresa. No caso da TelexFree, os vendedores são chamados de divulgadores.
A empresa alega que comercializa, tanto no Brasil quanto no exterior, um sistema de telefonia via internet, de tecnologia Voip (Voice Over Internet Protocol). O problema detectado pelo Ministério Público é que a maior parte da receita da empresa não é proveniente da venda de produtos, e sim do fato de os "divulgadores" investirem dinheiro na empresa sem ao menos vender qualquer tipo de plano Voip. Ao longo de 2013, o site de VEJA conversou com diversos divulgadores que sequer haviam usado o sistema Voip. Seu trabalho consistia em investir na empresa e passar o dia postando mensagens em sites da internet e redes sociais chamando novas pessoas para aderir à TelexFree. "O dinheiro dos novos entrantes era direcionado para pagar o lucro dos que entraram primeiro, daí o nome de pirâmide. Esse tipo de negócio é insustentável no longo prazo", explicou o procurador Hélio Telho, do MP de Goiás.
Até o momento, o MP tenta um acordo com a TelexFree para fazer com que a empresa concorde em usar o dinheiro bloqueado para ressarcir os divulgadores que ficaram com suas economias "presas" na empresa. Estima-se que mais de 600 milhões de reais estejam sob bloqueio e mais de 1 milhão de divulgadores tenham sido lesados. 

Fonte: Veja.abril.com.br

09/01/2014

Dois jogadores do Sabugy vão defender o Sousa na Copa Porto de Galinhas Sub 17 no Pernambuco



O Sousa Esporte Clube vai representar a Paraíba na Copa Porto de Galinhas, em Ipojuca-PE, e dois atletas de Santa Luzia vão reforçar o Dinossauro nesta competição, os atacantes Bruno e Gil Paraiba, informação confirmada por Aldeone Abrantes ao Portal Esporte São José do Sabugi, são dois excelentes atletas e vão defender muito bem o Sousa nesta competição.
O contato para que esses atletas chegassem a até o Sousa iniciou através de matérias do Portal Esporte São José do Sabugi, Aldeone entrou em contato comigo e passei as informações para que ele entrasse em contato com Malakias.
Informações repassadas por Chico do Rádio é de que Bruno e Gil Paraiba já vão estrear pelo Sousa Sub 17 no próximo domingo em partida amistosa na preliminar de Sousa e CSP pelo Campeonato Paraibano, boa sorte ao Sousa nesta competição. 
Em 2013, o Vitória-BA foi a equipe campeã desta Copa, a competição será realizada 18 a 26 de janeiro, e será composta por atletas nascidos nos anos de 97 e 98.

Postado por: João Henrique

Portal Esporte São José do Sabugi

Palmeiras contrata atacante em litígio com clube da Russia


Danilo Neco defendeu a Ponte Preta antes de deixar o Brasil
Danilo Neco defendeu a Ponte Preta antes de deixar o Brasil / Crédito: DJALMA VASSÃO/Gazeta Press
O Palmeiras segue sendo a equipe brasileira que mais se movimentou nesse mercado de transferências. Nesta quinta (9) o time paulista surpreendeu e acertou com o atacante Danilo Neco, ex-Ponte Preta e que estava no Alania, do futebol russo.
Clube e jogador já se acertaram em contrato até dezembro desse ano. Neco também já fez exames médicos, mas um detalhe impede a apresentação oficial do jogador.
O atleta move um processo na Fifa contra a equipe, alegando quatro meses de salários atrasados. Por conta disso, o jurídico do Palmeiras ainda aguarda para liberar a contratação.
Segundo o advogado do atleta, Eduardo Carlezzo, o atleta já pode assinar novo contrato, treinar e ser apresentado. No entanto, para entrar em campo, o clube precisa de um certificado de transferência internacional.
"A CBF precisa desse certificado, algo que costuma ser rapidamente enviado depois da assinatura. O Palmeiras registra o jogador e comunica a CBF, que fala com a federação russa para enviar o documento. Se liberarem, em poucos dias ele pode jogar. Mas se a federação russa, instruída pelo Alania, não liberar, aí entraremos com pedido de registro provisório. É como se fosse uma liminar dando condição de jogo. Esperamos ter isso entre 15 e 30 dias a partir da data do pedido. Se a federação negar o certificado depois de ele assinar com o Palmeiras, entramos com o pedido no dia seguinte", afirmou o advogado ao site Globo Esporte.
O processo movido pelo jogador contra o clube russo totaliza, aproximadamente, 1 milhão de dólares (R$ 2,4 milhões). Jogador e advogado ainda aguardam uma resposta da Fifa, para ter ganho de causa contra a equipe, recém-rebaixada no Campeonato Russo.

Redação Placar

Treze vai ter caminho mais fácil que o do Botafogo-PB na Copa do Brasil




O Botafogo-PB e o Treze, representantes paraibanos na Copa do Brasil, vão conhecer nesta sexta-feira os seus adversários na primeira fase da competição nacional. O sorteio acontece às 10h em um hotel da orla do Rio de Janeiro, mas já se sabe que pelo menos no início da competição o clube de Campina Grande vai ter uma vida mais fácil do que a do clube de João Pessoa. Enquanto que o Galo vai enfrentar um dos dez piores times da competição, o Belo, ao contrário, vai enfrentar um dos dez melhores times.
Na tarde desta quinta, a Confederação Brasileira de Futebol divulgou as regras do sorteio e dividiu os 80 clubes que iniciam a Copa do Brasil em oito diferentes potes (de A a H). O Treze, por exemplo, ficou no pote D, enquanto que o Botafogo ficou no pote E. É justamente esta separação que coloca os clubes paraibanos em realidades diferentes. 
Pelas regras, as agremiações foram divididas a partir do Ranking Nacional de Clubes da CBF, sendo que no A ficam os dez melhores ranqueados e no H os dez piores. E para efeito de sorteio, os times do pote A vão enfrentar os do E; os do pote B vão pegar os do F; os do C jogam contra os times do G; e os do D duelam contra os do H (os times dos quatro primeiros potes jogam a primeira partida fora de casa, podendo eliminar o de volta se vencerem por dois ou mais gols).
No caso dos times paraibanos, portanto, o Galo vai jogar a primeira partida fora de casa, decidindo a classificação dentro de Campina Grande caso não consiga eliminar o jogo de volta. Como está no pote E, o Treze vai enfrentar na primeira fase um dos dez piores times da competição a partir do que diz o ranking da CBF.
Assim, o adversário galista na primeira fase vai ser dentre os seguintes: Juazeiro-BA, Barbalha-CE, Caldense-MG, Interporto-TO, Lagarto-SE, Novo Hamburgo-RS, Princesa do Solimões-AM, Rondonópolis-MT, São Luíz-RS e Tombense-MG.
O Botafogo, por sua vez, tem uma situação completamente oposta à do Treze. Vai enfrentar algum dos dez melhores clubes ranqueados pela CBF com a missão de jogar a primeira no Estádio Almeidão, em João Pessoa, para só depois decidir uma possível classificação fora de casa. 
O adversário do representante pessoense na Copa do Brasil, portanto, vai ser um dos seguintes clubes grandes:
Corinthians, Vasco, Fluminense, Internacional, São Paulo, Santos, Palmeiras, Coritiba, Goiás e Vitória.

Globoesporte.com/PB 

Botafogo-PB vence a Queimadense em amistoso que atrasou 40 minutos



O Botafogo-PB venceu a Queimadense por 2 a 1 na tarde desta quinta-feira, em amistoso que foi realizado no Estádio Toscanão, em Lucena. A partida começou com 40 minutos de atraso por conta de um problema que o time de Queimadas teve com o transporte. Os gols do Belo foram marcados por Fábio Neves e Rafael Aidar, enquanto Lee descontou para o Carcará da Serra.
botafogo-pb x queimadense, amistoso botafogo-pb, botafogo-pb, queimadense (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb)Partida começou com 40 minutos de atraso (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb)

Esse foi o último teste da Queimadense antes da estreia no Campeonato Paraibano, na próxima segunda-feira, contra o Sport Campina. Já o Botafogo, que só estreia na Copa do Nordeste no dia 19, contra o Sport, ainda vai encarar amistoso contra o América de Natal no próximo domingo.
Jogo fraco no primeiro tempo
botafogo-pb x queimadense, amistoso botafogo-pb, botafogo-pb, queimadense (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb) 
Botafogo foi a equipe que mais teve chances de gol (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/PB)
A primeira etapa do amistoso foi de baixo nível técnico. A Queimadense chegou a ficar mais tempo com a bola, tendo o domínio no meio de campo, mas o Botafogo foi mais objetivo nas chegadas ao ataque. Sobretudo pela direita, acionando muito o lateral Toninho.
Em triangulação entre Thiaguinho, Fábio Neves e Toninho pela direita, o Botafogo conseguiu as duas principais investidas ofensivas. Nas duas, Thiaguinho finalizou para fora, mas próximo à trave, levando um certo perigo ao gol do Alisson.
Mas os primeiros 45 minutos se arrastaram sem lances de maior emoção e o placar ficou mesmo no 0 a 0 quando os dois times foram para o intervalo.
Botafogo volta melhor e vence
botafogo-pb x queimadense, amistoso botafogo-pb, botafogo-pb, queimadense (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb) 
Jogo ficou disputado em determinados momentos (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/PB)
Os dois times voltaram com as mesmas formações para a segunda etapa. E o Botafogo tratou de ir para cima. Aos sete minutos, novamente pelo lado direito, Toninho tocou para Izaías, que encontrou Fábio Neves na entrada da área. O meia conduziu a bola e bateu cruzado, vencendo o goleiro Alisson para balançar as redes e abrir o placar.
Mas a Queimadense permaneceu viva na partida e empatou aos 20 minutos, com Lee. Livre dentro da área, o atacante recebeu um cruzamento e cabeceou bem, deixando tudo igual: 1 a 1.
O Belo seguiu com maior volume de jogo na segunda etapa e tendo o domínio da partida. Tanto que aos 32, Aidar tabelou com Lenílson e recebeu na marca do pênalti, de frente para o gol. Ele só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro para desempatar.
Essa foi a segunda vitória do Alvinegro nos três testes que fez nesta pré-temporada. Antes disso, o Belo perdeu para o CSP por 1 a 0 e venceu o Atlético Potengi também por 2 a 1.
botafogo-pb x queimadense, amistoso botafogo-pb, botafogo-pb, queimadense (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb)Fábio Neves comemora o primeiro gol na partida contra Queimadense (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/PB)

 GloboEsporte.com/PB